Belga pega perpétua por estupro e morte de meninas

Um tribunal da cidade de Liège, ao leste da Bélgica, condenou nesta quarta-feira à prisão perpétua um homem acusado de seqüestrar e matar duas meninas, de sete e dez anos, e estuprar uma delas em junho de 2006. Ao escutar a sentença, Abdallah Ait Oud, belga de pais marroquinos, passou mal e teve que ser atendido por um médico antes de voltar a alegar sua inocência, que vem defendendo desde o início do processo, no final de maio passado.

BBC Brasil |

"Sou inocente. Eu não fiz nada", gritou o condenado, que teve que ser contido por policiais.

O júri, formado por sete mulheres e cinco homens, decidiu pela pena máxima levando em consideração "a gravidade extrema dos fatos, que afetaram duas meninas indefesas".

Os corpos de Stacy Lemmens e Nathalie Mahy, que eram meias-irmãs, foram encontrados três semanas após desaparecerem, a 400 m do café diante do qual foram vistas pela última vez, durante um festival de rua em Liège.

Nathalie, a mais velha, havia sido estuprada.

Evidências técnicas
Segundo Anne Bourguignont, a procuradora encarregada do caso, uma série de provas científicas foram decisivas para a condenação de Ait Oud.

Cabelos e fibras das roupas das meninas foram encontrados nas roupas do acusado, inclusive nas peças íntimas, o que, segundo especialistas que testemunharam no caso, indica que ele teve um "contato físico intenso" com as vítimas.

Nas roupas de Ait Oud também havia restos de plantas existentes no local onde os corpos de Stacy e Nathalie foram encontrados.

Além disso, sua história de vida ajudou a acusação. Ait Oud morava no mesmo bairro onde as meninas desapareceram, namorava uma garçonete do café onde elas foram vistas pela última vez e já havia sido condenado por pedofilia em duas ocasiões, em 1994 e 2001.

Segundo a lei belga, Ait Oud poderá pedir liberdade condicional depois de dez anos de reclusão, já que esta é sua primeira condenação à prisão perpétua.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG