Uma neozelandesa passou sete horas dentro de um guarda-roupa escuro após ter sido trancada pelo filho de 14 meses.

Karen Kilgour, de 32 anos, estava arrumando as roupas do filho Harry por volta das 9h30 da manhã quando a criança empurrou a porta do armário embutido.

Karen estava sozinha com o bebê na casa da família, em Auckland.


Karen Kilgour e o bebê Harry / Foto: arquivo pessoal

A vendedora de antiguidades tentou por três horas, sem sucesso, abrir a porta do guarda-roupas, de apenas 40 centímetros de profundidade, empurrando com o quadril e usando cabides e outros objetos. Por ser um móvel antigo, só era possível abri-lo puxando a maçaneta para baixo pelo lado de fora.

Segundo informações de jornais australianos, Karen também tentou pedir socorro aos vizinhos. No entanto, seus gritos assustavam Harry, que chorava.

A neozelandesa, então, tentou acalmar o filho colocando os dedos debaixo da porta e cantando para o menino, que acabou adormecendo no chão do quarto depois de algumas horas engatinhando sozinho pela casa - para o desespero de Karen.

Ela só foi resgatada 16h30 pelo marido Jason que, por sorte, chegou mais cedo em casa.

Leia mais sobre Nova Zelândia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.