Bebê siamesa morre após cirurgia de separação

Médicos britânicos realizaram uma cirurgia para tentar separar duas bebês siamesas, nascidas unidas pelo peito, mas uma delas morreu nesta quarta-feira, segundo um dos cirurgiões responsáveis pela operação. Laura Williams, de 18 anos, deu à luz as gêmeas Hope e Faith (nomes que significam Esperança e Fé, em inglês) no dia 26 de novembro em um hospital de Londres.

BBC Brasil |

Ela é a mãe mais jovem a dar à luz a gêmeos siameses no mundo.

Segundo o cirurgião Agostino Pierro, do Great Ormond Street Hospital, que comandou a operação na terça-feira, Hope morreu por uma insuficiência respiratória. A condição de Faith é estável.

Corações separados
As gêmeas nasceram unidas pelo peito e dividiam um único fígado, mas tinham corações separados.

Segundo Pierro, Faith ainda precisa da ajuda de um respirador artifical, mas sua condição estaria melhorando.

Inicialmente, o hospital queria esperar até que as gêmeas estivessem mais fortes para realizar a operação, mas a cirurgia acabou sendo antecipada porque a condição de saúde delas era preocupante.

"Foi uma operação de emergência, porque havia um bloqueio no intestino unido, que somente poderia ser resolvido por meio da separação", disse Pierro.

"A separação técnica correu bem, apesar de ter sido extremamente desafiadora, e aconteceu de acordo com o previsto", disse.

Mais de 20 médicos participaram da operação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG