Bebê baleia perdido na costa australiana é sacrificado

O filhote de baleia que se perdeu há dois dias em águas australianas, chegando a confundir um iate com sua mãe e tentando mamar no casco do barco, foi sacrificado nesta sexta-feira. Segundo a guarda ambiental, que o monitorava, a decisão foi tomada para acabar com seu sofrimento.

AFP |

"O filhote de baleia foi sacrificado de forma tranqüila e humana", disse à AFP o porta-voz do Seriço de Parques Nacionais e Vida Selvagem, Chris McIntosh. "Foi um momento triste, mas foi como se ele tivesse ido dormir".

Um veterinário a bordo de um pequeno bote na baía de Pittwater, em Sydney, perto de Palm Beach, administrou um analgésico ao animal, que vinha sendo chamado de Colin. Em seguida, o bebê baleia foi levado para águas pouco profundas e recebeu uma injeção letal.

O destino do filhote foi tema de calorosas discussões nos últimos dias na Austrália. Houve quem defendesse a amamentação artificial, e também quem sugerisse a presença um adestrador de baleias aborígene, que cantaria canções capazes de tranqüilizar o animal. Até o Exército australiano se ofereceu para ajudar a devolver Colin ao mar.

"Ele se sentia sozinho e queria estar com sua mãe e sua família", disse Bunna Lawrie, da tribo Mirning do Grande Estreito da Austrália.

O chefe do serviço de parques nacionais, Sally Barnes, afirmou que não restava outra opção senão a eutanásia.

"Ele estava sofrendo muito, e por isso fomos obrigados a tomar esta difícil decisão", lamentou.

O filhote era um exemplar de baleia jorobada (Megaptera novaeangliae). Ele foi encontrado no domingo passado, perdido de sua mãe, tentando mamar em um iate na costa australiana. Como não encontrou sua família e não conseguia se alimentar sozinho, Colin ficou muito fraco nos últimos dias.

Um filhote de baleia consome em média 230 litros de leite por dia.

As baleias jorobadas estão neste momento do ano em plena viagem de volta da Antártida para águas tropicais, onde se reproduzem. Nesta época, podem ser observadas com freqüência não muito longe das praias de Sydney.

Especialistas afirmam que Colin até tentou se comunicar com algumas baleias que passavam pela costa, mas que as chances de que ele fosse adotado por outra jorobada adulta eram poucas.

lb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG