Beatles detestavam que fãs atirassem doces nos shows, diz carta

Londres, 15 mai (EFE).- Os Beatles não gostavam que os fãs atirassem doces na banda durante os shows, segundo uma carta escrita pelo ex-guitarrista da banda, George Harrison, que será leiloada em breve.

EFE |

O documento, escrito em 1963, foi para Lynn Smith, então com 15 anos de idade e que se declarava fã incondicional da banda. Ela o encontrou em sua casa há alguns meses e resolveu colocá-lo à venda.

"Não gostamos que atirem doces na gente. Pensem em como nos sentimos no palco tentando lidar com isso enquanto vocês continuam atirando mais. Além disso, pode ser perigoso: uma vez levei uma bala em um olho e lhes garanto que não é divertido", disse o ex-guitarrista, que morreu em 2001.

A moda de lançar balas nas atuações dos Quatro Rapazes de Liverpool surgiu em 1963, ano em que o grupo lançou "Please, please me", seu primeiro álbum.

Naquela época, Harrison comentou em entrevista que gostava das chamadas jelly beans, feitas a base de gelatina e que lembram feijões - daí o nome -, e isso motivou as fãs.

Espera-se que a carta, na qual Harrison também confessa que errou a letra durante a gravação da música "I'll get you" - seja vendida a um preço de 800 libras (cerca de 880 euros) no leilão, a ser realizado pela casa Wooley & Wallis em 17 de junho. EFE avh/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG