Voluntários se organizam por Twitter e Facebook para limpar Londres

Moradores usam redes sociais para promover operação de limpeza em meio à onda de violência na cidade

BBC Brasil |

selo

Reuters
Voluntários trabalham na limpeza de Hackney, norte de Londres (09/08)

Usuários de redes sociais estão se unindo para uma grande operação de limpeza em Londres em meio à onda de violência que assolou a cidade nos últimos dias. Redes como Twitter e Facebook estão sendo usadas para coordenar as operações em toda a capital britânica.

Uma conta no Twitter chamada @riotcleanup (ou limpeza depois do distúrbio, em tradução livre), já atraiu mais de 18 mil seguidores em poucas horas, e está ajudando a coordenação das equipes. Outros usuários do site de microblogging estão usando a hashtag #riotscleanup para combinar encontros entre voluntários e limpar áreas em volta de suas casas.

Os tumultos que começaram em Tottenham, no norte de Londres, no sábado, agora já se espalharam pela capital e para outras partes do país, como Birmingham, Liverpool, Bristol e Manchester.

Grupos de jovens mascarados destruíram lojas e restaurantes e atearam fogo a carros, prédios, pontos de ônibus e até delegacias.

As forças de segurança da capital britânica e de outras partes do país estão em massa nas ruas para tentar conter novos episódios de quebra-quebra, que já atingiram partes do norte, sul, leste e oeste de Londres.

E os conselhos de bairros londrinos como Croydon, Hackney e Enfield já enviaram equipes para a limpeza.

'Mais limpo'

Uma das voluntárias que usou as redes sociais para organizar equipes de limpeza foi Claire Parkinson, moradora do bairro de Lewisham. Ela conseguiu reunir 20 pessoas depois dos tumultos no bairro.

Parkinson afirma que a iniciativa serve também para mostrar o apoio às empresas de Lewisham que foram prejudicadas pelos distúrbios. "Queremos ver se eles precisam de ajuda, mesmo que seja apenas para fazer uma xícara de chá. Também queremos mostrar que não somos de todo ruins, muitas pessoas vão se sentir mal depois destes eventos", disse.

A voluntária também afirmou que o bairro de Lewisham estava "mais limpo do que o que geralmente é" depois da operação organizada pelo conselho local.

Reuters
Voluntária trabalham na limpeza de Clapham Junction, sul de Londres, com camiseta que diz: "Londres odeia saqueadores" (09/08)

Em Ealing, oeste de Londres, há informações de que mais de cem voluntários se reuniram na manhã desta terça-feira para ajudar na limpeza do bairro, levando vassouras, sacos de lixo e luvas. A maioria deles ouviu falar da operação de limpeza pelo Twitter e Facebook.

Em Croydon, os moradores também participaram da operação de limpeza na estação de trem de East Croydon. O conselho do bairro conseguiu mais recursos para ajudar na operação, garantir a segurança das empresas e ajudar na reconstrução da comunidade. E acrescentou que conseguiu abrigo para as pessoas que tiveram que deixar suas casas devido aos distúrbios.

Uma porta-voz do Conselho de Hackney, norte de Londres, afirmou que o conselho enviou equipes de limpeza assim que a situação ficou mais segura e acrescentou que a limpeza estava "mais ou menos terminada".

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG