Seguro da violinista clássica Min-Jin Kym oferece recompensa de R$ 40 mil por informações que levem ao instrumento

selo

Violino raro foi roubado enquanto violinista comprava um sanduíche
British Transport Police
Violino raro foi roubado enquanto violinista comprava um sanduíche
Um violino avaliado em 1,2 milhões de libras (R$ 3,2 milhões) foi roubado em uma lanchonete de Londres, enquanto sua dona comprava um sanduíche na semana passada.

A violinista clássica Min-Jin Kym, de 32 anos, estava na loja Pret A Manger ao lado da estação de trem de Euston e quando voltou do caixa e se sentou para comer percebeu que seu Stradivarius de 1696 havia desaparecido, assim como seus dois arcos, um deles avaliado em 62 mil libras (R$ 163 mil) e outro em 5 mil libras (R$13 mil).

A polícia divulgou que o seguro da violinista está oferecendo uma recompensa de 15 mil libras (R$ 40 mil) para qualquer pessoa que tenha informações que levem ao instrumento.

"Esses itens têm enorme valor sentimental e profissional para a vítima, mas apesar de extremamente valiosos, seria muito difícil vendê-los já que são tão raros e únicos que seriam facilmente reconhecidos como propriedade roubada", disse o detetive Andy Rose, da Polícia de Transporte Britânica.

O violino tem uma série de detalhes que o tornam único, como marcas de consertos e um descanso de queixo personalizado. "É possível que o instrumento seja colocado à venda no mercado de antiguidades e música e pedimos a qualquer um que saiba da localização do violino que se apresente para que possamos devolvê-lo a seu verdadeiro dono.

Min-Jin Kym nasceu na Coreia do Sul e foi criada na Grã-Bretanha. Ela fez sua estreia internacional aos 13 anos na Orquestra Filarmônica de Berlim e logo foi convidada a tocar na Espanha e na Coreia. Aos 16 anos, Min-Jin Kym se tornou a estudante mais jovem a receber uma bolsa de estudos no Royal College of Music.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.