Protesto marcou 44 da Guerra dos Seis Dias; repressão israelense deixou 23 mortos na fronteira com a Síria

selo

Imagens de TV mostraram tropas israelenses disparando contra manifestantes pró-Palestina nas Colinas do Golan - território tomado da Síria por Israel - durante um ato no domingo . Os ativistas marcharam em direção à fronteira, que é delimitada por uma cerca.

O Exército israelense disse que seus soldados gritaram alertas em árabe para os manifestantes antes de atirar para o ar. Em seguida, dispararam mirando nas pernas dos que chegaram à cerca. Os militares lançaram gás lacrimogêneo, o que provocou tumulto e correria.

A manifestação marcou os 44 anos da Guerra dos Seis Dias de 1967, quando Israel ocupou as Colinas do Golan da Síria, os territórios palestinos - Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental - e a Península do Sinai do Egito. O incidente deixou 23 mortos , afirmou o canal estatal sírio.

Assista ao vídeo: 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.