Túnel para resgate de mineiros no Chile começa a ser perfurado

A perfuração só vai ser concluída em três ou quatro meses

BBC Brasil |

selo

Engenheiros no Chile começaram a escavar na noite de segunda-feira o túnel que será usado para retirar os 33 mineiros que estão soterrados há três semanas em uma mina no norte do país. As autoridades acreditam que o túnel precisará de três a quatro meses para ser concluído.
Uma escavadora Strata 950 começou a perfurar o solo para construção do túnel na segunda-feira à noite.

O túnel terá aproximadamente 60 centímetros de largura. Quando ele for concluído, uma gaiola será içada para baixo, para resgatar cada mineiro, um a um. O ministro de Mineração do Chile, Laurence Golborne, disse que dez alternativas de resgate estão em estudo pelos engenheiros. Ele negou que seja possível resgatar os mineiros em apenas um mês.

Saúde

Alguns dos mineiros estão com infecções e feridas provocadas pelo calor superior a 30 graus. Outro problema é a umidade no refúgio onde eles se encontram, dentro da mina. "Podem ocorrer epidemias ou microepidemias muito graves. Temos que preveni-las", disse à BBC o ministro da Saúde do Chile, Jaime Mañalich.

O Ministério da Saúde concluiu na segunda-feira uma análise física, médica e mental dos mineiros. Cada mineiro já perdeu, em média, dez quilos. "Demos a eles medicamentos, fizemos exames, medimos a pressão, pulso, temperatura e circunferência abdominal todos os dias", disse Mañalich.

Os médicos acreditam que a fase de recuperação física já foi concluída, depois que os mineiros passaram dez dias racionando alimentos. Agora, segundo os especialistas, começa a fase de estabilidade.

Uma das maiores preocupações das autoridades é evitar que eles fiquem desidratados. Os mineiros têm recebido água potável pelos três estreitos túneis usados para comunicação com a superfície.

Para ajudar a manter o equilíbrio mental, as autoridades vão pedir que os mineiros ajudem no seu próprio resgate, retirando os entulhos produzidos pela escavadora. Os mineiros também estão sendo estimulados a manter um ciclo de dia e noite, com luz artificial dentro da mina.

Telefone

No domingo, eles tiveram o primeiro contato telefônico direto com seus familiares. Parentes dos 33 mineiros presos fizeram filas para usar uma cabine especial de telefone. Cada um teve cerca de um minuto para conversar com os familiares.

Psicólogos que acompanham os trabalhadores presos desde o dia 5 na mina San José, no deserto do Atacama, pediram para os parentes dos mineiros que passassem mensagens otimistas. Cada mineiro pode falar com um familiar por um período de um minuto.

    Leia tudo sobre: Chiletúnelperfuração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG