Tumulto expõe tensão entre comunidade e polícia no norte de Londres

Depois de 26 anos, bairro de Tottenham voltou a ser palco de manifestações violentas em que 29 ficaram feridos e 42 foram presos

BBC Brasil |

selo

A Polícia Metropolitana de Londres anunciou neste domingo uma "grande investigação" sobre o tumulto que resultou na prisão de 42 pessoas no sábado, no norte da cidade. Neste domingo, manifestantes voltaram às ruas em outro bairro londrino. Segundo a polícia, os investigadores vão colher o depoimento de testemunhas e averiguar as imagens das câmeras de circuito fechado. No sábado um tumulto deixou 29 feridos (26 policiais e três civis).

Algumas pessoas tentavam ir para a igreja, enquanto outras simplesmente chegavam em casa de noitadas ou de seus trabalhos em turnos noturnos. Com a fumaça dos incêndios apagados ainda visível no ar, moradores observaram os estilhaços e destroços de viaturas e lojas.

O tumulto aconteceu depois que um homem chamado Mark Duggan, de 29 anos, foi morto a tiros pela polícia na quinta-feira. No sábado, parte da comunidade organizou uma passeata à delegacia de polícia para exigir justiça.

Mark Duggan foi abordado em um taxi por uma unidade que investiga crimes com armas de fogo. A polícia diz que houve um tiroteio, e ele foi morto. Familiares e amigos do jovem dizem que até a noite de sábado não haviam recebido uma comunicação oficial da polícia sobre o que havia acontecido. A polícia metropolitana de Londres prometeu uma investigação ampla sobre o caso, mas ainda não revelou detalhes sobre a morte de Duggan.

O episódio revelou uma sensação de descontentamento e tensão entre a polícia e os jovens na região de Tottenham. Para o estudante universitário Jake Manu, de 28 anos, a morte de Duggan expõe a falta de diálogo da polícia com a comunidade, que para ele teria causado os tumultos.

Ele diz que tensões – algumas delas de fundo racial – estão em ebulição há tempos. "A polícia nunca fala conosco, eles nos ignoram, nem acham que somos humanos nessa região", disse Manu. "Nós somos parados toda a hora como criminosos. Se você está vestindo um capuz escuro, se você é um homem negro, eles te param por nenhum motivo."

nullO jovem diz que Tottenham tem uma reputação ruim devido ao tráfico de drogas e à falta de emprego, mas que nem todos se comportam como traficantes ou viciados. "Eu sou de Tottenham e vou para universidade, eu fiz o bem a mim mesmo e consegui um emprego. Mas se eu uso um capuz e ando pela rua, eles nos param, nos revistam. Isso é uma violação dos direitos humanos."

Passado

A passeata de sábado pedindo um esclarecimento sobre a morte de Mark Duggan começou em um condomínio chamado Broadwater Farm, que foi palco de um violento protesto nos anos 80.

No dia 6 de outubro de 1985, um policial foi esfaqueado e morreu em um tumulto provocado pela morte de uma moradora do condomínio, Cynthia Jarrett. Ela morrera de um ataque cardíaco depois de ter sua casa invadida pela polícia, aumentando ainda mais a tensão entre a grande maioria de jovens negros da comunidade e a força policial predominantemente branca.

A assistente social, Michelle Jackson, de 43 anos, disse à BBC que muitos ficaram descontentes em Tottenham depois que a polícia começou a dar declarações sobre Mark Duggan à imprensa, mas sem fornecer qualquer tipo de informações para a família do jovem morto. "Eu conheço o homem que foi morto, ele era um sujeito muito bacana, e eles estão fazendo parecer como se fosse uma espécie de gangster envolvido em armas e em coisas desse tipo."

Ela afirmou que a polícia não sabe lidar com os jovens negros de Tottenham, e que muitas pessoas de diversas nacionalidades e etnias se juntaram ao tumulto de sábado.

Ação criminosa

A polícia metropolitana de Londres nega qualquer responsabilidade pelo tumulto de sábado. O presidente da Associação de Superintendentes de Polícia, Derek Barnett, acusou a imprensa de dar muito espaço para pessoas que toleram o tumulto. "O que vimos na noite passada é pura e simplesmente criminoso. Não pode haver desculpas e os responsáveis deveriam perceber que eles serão punidos pelas suas ações. É animador saber que a grande maioria da população apoia a polícia", disse.

Segundo a polícia, uma "vigília pacífica" pela morte de Duggan foi "sequestrada" por criminosos, e tensões raciais não tiveram nada a ver com o tumulto.

O parlamentar David Lammy, que foi eleito pelo distrito de Tottenham, disse que aqueles que lembram dos incidentes de Broadwater Farm dos anos 80 farão de tudo para que não se volte ao clima do passado.

A moradora Norma Jones, de 48 anos, disse ter visto pessoas de todas as etnias e nacionalidades saqueando lojas durante o tumulto na madrugada. "O que aconteceu na noite passada basicamente foi que pessoas se comportaram como criminosos. Raça teve um papel pequeno nisso tudo, mas há outros fatores que influenciaram", diz ela. "Tratam-se de pessoas jovens e a polícia, não um problema entre negros e brancos."

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG