Talebã sequestra dois soldados dos EUA, diz governo local

No mês de julho, 70 militares da força internacional foram mortos no país

BBC Brasil |

selo

Dois militares americanos a serviço da Força Armada Internacional no Afeganistão (Isaf, na sigla em inglês) teriam sido capturados por militantes do Talebã, de acordo com informações divulgadas neste sábado por autoridades afegãs. Os homens teriam sido capturados na província de Logar, após um tiroteio com insurgentes.

A Isaf classificou os dois soldados, que saíram de uma base na capital afegã, Cabul, em um veículo militar, como "desaparecidos". Autoridades americanas ofereceram uma recompensa de US$ 20 mil pelos homens, mas de acordo com representantes do governo local, um dos soldados já teria sido assassinado. Ainda neste sábado, os Estados Unidos afirmaram ter perdido cinco homens em ataques no Afeganistão. Quatro teriam morrido na explosão de uma bomba em uma estrada no sul do país.

Mortes recorde

No mês de julho, 70 militares da força internacional foram mortos no país. Esse é o maior número de mortos em um só mês desde a invasão do país, há nove anos. Um porta-voz do governo de Logar disse à BBC que na sexta-feira à noite os dois americanos teriam ignorado advertências e entrado em um conhecido reduto do Talebã. Depois de um tiroteio, ambos teriam sido capturados. Informações não confirmadas dão conta de que um deles teria sido morto em seguida.

Uma nota oficial da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) diz que os militares deixaram a base em Cabul na sexta-feira "e não voltaram". O comunicado não esclarece a nacionalidade dos militares, mas um porta-voz da Isaf disse à agência de notícias AFP estar "confirmando que eles são americanos". Rádios locais teriam transmitido a oferta de recompensa pela libertação de "dois homens da coalizão", segundo a Reuters.

"Acredita-se que eles foram capturados por insurgentes em algum ponto da província de Logar. Eles podem estar separados ou talvez a caminho de outro local", afirmam as transmissões radiofônicas. Em outro incidente, ainda na sexta-feira, quatro insurgentes foram mortos na província de Helmand em troca de tiros contra soldados da Otan.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG