Soldados de Israel disparam contra manifestantes palestinos

Exército disse ter atirado para o alto como advertência contra grupo de manifestantes que tentavam cruzar a fronteira com a Síria

BBC Brasil |

selo

Soldados israelenses abriram fogo neste domingo contra grupos de manifestantes palestinos em postos fronteiriços com a Faixa de Gaza e com a Síria, segundo relatos de testemunhas.

O Exército de Israel disse ter atirado para o alto como advertência contra um grupo de manifestantes que tentava cruzar a fronteira com a Síria nas Colinas do Golã.

AFP
Palestinas carregam garoto ferido durante confronto com tropas de Israel
Mas, segundo alguns relatos, pelo menos dez pessoas teriam ficado feridas. Há relatos de que quatro manifestantes teriam sido mortos.

As forças de segurança de Israel também dispararam contra um grupo de palestinos que se aproximavam de um posto de controle de fronteira na Faixa de Gaza, deixando 45 feridos, segundo relatos de médicos locais.

Grandes protestos estão sendo realizados neste domingo para marcar a Nakba, ou catástrofe, como os palestinos se referem à perda de suas casas após a Independência de Israel, em 1948.

Centenas de milhares de palestinos fugiram ou foram forçados a deixar suas casas durante os conflitos que se seguiram à independência.

Ímpeto

Segundo o correspondente da BBC John Donnison, em Ramallah, os protestos deste ano ganharam ímpeto com a onda de manifestações pró-democracia que vêm ocorrendo desde o início do ano no Oriente Médio e no norte da África.

Em Ramallah, houve registro de confrontos entre manifestantes e soldados num posto fronteiriço no caminho para Jerusalém.

Os manifestantes atiraram pedras contra os soldados, que responderam com bombas de gás lacrimogêneo e tiros com balas de borracha.

    Leia tudo sobre: IsraelPalestinaconflito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG