Secretário britânico renuncia por usar verba pública para pagar aluguel ao namorado

David Laws já havia se desculpado publicamente e prometido reembolsar o Estado pelas despesas

BBC Brasil |

© AP
O ex-secretário do Tesouro britânico, David Laws
O secretário do Tesouro britânico, David Laws, entregou o cargo neste sábado depois de ter admitido o uso de verbas públicas como deputado para pagar aluguel ao namorado.

O liberal democrata anunciou a renúncia – com efeito imediato – no fim da tarde em um comunicado. Antes disso, David Laws já havia se desculpado publicamente e prometido reembolsar o Estado pelas despesas.

Laws disse ter informado a sua decisão tanto ao primeiro-ministro, o conservador David Cameron, quanto ao liíder do seu partido, Nick Clegg, mas que ela teria sido "toda sua".

Ele afirmou ainda ter posto seus interesses políticos antes daqueles que ama por tempo demais.

"As últimas 24 horas foram muito difíceis e angustiantes para mim, e pensei cuidadosamente sobre que ação eu deveria tomar no interesse do governo, meus eleitores e, os mais importantes, aqueles que amo", disse Law em sua nota endereçada a Cameron.

"Sou grato pelo forte apoio que recebi de meus amigos, família e do senhor, do vice-primeiro-ministro e do chanceler."

'Homem honrado'

O governo já anunciou que o cargo deixado por Laws será ocupado pelo secretário para a Escócia, o liberal-democrata Danny Alexander.

Ao saber da renúncia, o primeiro-ministro britânico afirmou que Laws é um "homem honrado" e disse esperar que ele "possa ser capaz de servir outra vez".

"O senhor é um homem bom e honrado. Estou seguro de que, ao longo disso tudo, o senhor foi mais motivado por sua vontade de proteger a sua privacidade do que qualquer outra coisa", disse Cameron.

O caso foi revelado pelo diário The Daily Telegraph, que diz que o total recebido por Laws irregularmente foi de 40 mil libras (cerca de R$ 105 mil).

Os deputados britânicos que não são da capital, Londres, podem pedir reembolso pelo aluguel de imóveis na capital para o exercício do mandato. Mas uma norma parlamentar de 2006 proibiu-os de receber reembolsos por gastos com aluguel em propriedades de parceiros.

Laws afirmou que devolverá todo o dinheiro recebido indevidamente. Segundo ele, sua motivação havia sido manter seu relacionamento com o namorado em segredo e não revelar publicamente sua opção sexual.

Casal

O secretário do Tesouro teria recebido até 950 libras por mês (R$ 2,5 mil) durante oito anos para pagar pelo aluguel de quartos em duas casas pertencentes ao namorado em Londres, segundo o Daily Telegraph.

“Em nenhum momento considerei-me em desacordo com as normas que em 2009 definiram parceiros como 'um de um casal, que embora não sejam casados ou em parceria civil, vivam juntos e tratem um ao outro como esposos’”, afirmou Laws.

Segundo o secretário, apesar de viver com o namorado desde 2001, eles nunca se trataram como um casal. “Por exemplo, não temos contas bancárias conjuntas e mantemos vidas sociais separadas”, afirmou.

Ele disse, porém, admitir que a questão depende de interpretação e que devolverá imediatamente toda a verba recebida para os aluguéis.

Ele havia assumido o cargo no início do mês, após o acordo de coalizão entre os partidos Liberal Democrata e Conservador que levou David Cameron ao cargo de premiê.

    Leia tudo sobre: namoradosecretario

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG