Imagem de Nossa Senhora Almudena foi criada por carioca Yolanda D'Augsburg sob encomenda da família real espanhola

selo

Uma escultura feita por uma artista brasileira com pedras semipreciosas do Brasil foi dada como presente pela realeza espanhola ao papa Bento 16 nesta sexta-feira em Madri. A peça da escultora carioca Yolanda D'Augsburg foi entregue pela rainha Sofia ao religioso em cerimônia no palácio da Zarzuela.

A escultura de 70 centímetros é uma reprodução de Nossa Senhora Almudena, padroeira de Madri, com o Menino Jesus nos braços. Ela foi encomendada pela rainha, é de prata e na coroa tem ametistas e águas-marinhas brasileiras.

A artista, que não esteve presente na recepção no palácio, diz ter recebido a encomenda no mês de abril e a entregou em julho. O rei Juan Carlos entregou a Bento 16 um livro histórico de cantigas galegas e portuguesas do antepassado no trono, o rei Alfonso 10º, o Sábio.

João Paulo 2º

A artista plástica afirma ter entregue a peça pessoalmente à rainha e disse que a monarca se emocionou ao ver a imagem, e que achava que o papa iria gostar muito da surpresa. "Ela ficou emocionada imaginando a reação do papa. Estava convencida de que ele adoraria o presente", afirmou a escultora à BBC Brasil.

A padroeira de Madri foi a primeira obra de arte de Yolanda D'Augsburg para o papa Bento 16. Ela já havia criado três peças para João Paulo 2º, para visitas anteriores à Espanha, sempre sob encomenda da família real do país.

"Nos conhecemos há mais de 30 anos. Temos uma relação familiar longínqua que começou a dar frutos em 1982. Na época me pediram uma obra para presentear o papa e fiz uma imagem de Santa Teresa de Ávila", diz a artista.

"Na visita seguinte de João Paulo 2º, que foi a Santiago, (a rainha) me encomendou outra, e fiz a de Santiago de Compostela em 1989. Depois, ele foi a Sevilha em 1993 e eu fiz a Madona (Virgem Maria)", diz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.