Qantas anuncia que voltará a voar com aviões A380

Turbinas dos Airbus da Qantas são da britânica Rolls-Royce

BBC Brasil |

selo

A empresa aérea australiana Qantas anunciou nesta terça-feira (horário local) que voltará a voar com os aviões Airbus 380 a partir de sábado, mas com apenas duas das seis aeronaves desse modelo que tem em sua frota. O executivo-chefe Alan Joyce disse que os outros quatro A380 ainda não voltarão a operar, já que algumas de suas turbinas (da marca Rolls-Royce) estão em manutenção.

A Qantas havia suspendido os voos com os A380 após um incidente em 4 de novembro, quando um avião desse modelo com 430 passageiros e 26 tripulantes a bordo teve que fazer um pouso forçado em Cingapura por causa da explosão de uma de suas turbinas. Ninguém se feriu, mas foi o mais grave incidente envolvendo o A380.

Dias depois, a Qantas disse ter identificado vazamentos nas turbinas do avião. "Estamos completamente confortáveis com a (volta de) operação da aeronave", disse nesta terça Joyce, explicando que os aviões passaram por inspeções da Airbus e da Rolls-Royce, segundo o site News.com.au. "Estamos trabalhando com as empresas no que é necessário para (restaurar) as outras (quatro) aeronaves."

O executivo disse que o público pode "ter confiança que todo o possível está sendo feito para entender o que aconteceu com a turbina do A380 e para prevenir que isso se repita". Também segundo o site News.com.au, a agência estatal de aviação civil australiana concordou com os regresso dos A380.

Componente

No dia 12 de novembro, a britânica Rolls-Royce afirmou ter identificado o componente da turbina que apresentou problemas. Segundo a empresa, as investigações mostraram que o problema iniciou um incêndio no óleo que vazou, um disco da turbina então se soltou e a turbina desintegrou. A companhia britânica informou que vai substituir o componente em outras turbinas do mesmo tipo.

    Leia tudo sobre: iGairbusincidentecingapura

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG