Professor é acusado de espancar aluno até a morte na Malásia

Estudante de sete anos teria tido mãos amarradas a uma janela após ter sido acusado de roubar o equivalente a R$ 3,70

BBC Brasil |

A polícia da Malásia está investigando um professor de uma escola islâmica acusado de espancar até a morte um aluno de 7 anos.

Na quinta-feira, o estudante Saiful Syazani Saiful Sopfidee teria tido suas mãos amarradas a uma janela e teria sido espancado por duas horas, após ter sido acusado de roubar o equivalente a R$ 3,70 de um colega.

Na sexta-feira, o menino deu entrada em um hospital com múltiplos ferimentos na cabeça e havia sofrido uma hemorragia interna.

Após ter entrado em coma, ele foi transferido para a unidade intensiva do hospital. No domingo, ele acabou morrendo, em decorrência dos ferimentos sofridos.

O pai da criança disse ter ficado chocado ao ver o corpo do menino, cujo rosto estava coberto por hematomas. O professor de 26 anos se entregou para a polícia na sexta-feira e poderá ser acusado de assassinato, crime que pode ser punido com a pena de morte por enforcamento.

Os jornais da Malásia disseram que o episódio foi o maior caso de violência nas escolas nos últimos 15 anos.

    Leia tudo sobre: EscolaprofessorMalásia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG