Partido do premiê tem como plataforma de governo economia, programa de construção civil e projetos de aeroportos e hospitais

selo

Partidário do premiê Recep Tayyip Erdogan em Istambul, na Turquia
AFP
Partidário do premiê Recep Tayyip Erdogan em Istambul, na Turquia
Eleitores na Turquia vão às urnas neste domingo para decidir se o partido governista do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan permanecerá no poder em um terceiro mandato.

Erdogan e sua sigla, o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AK), comandam a Turquia há oito anos. O principal rival no pleito parlamentar de domingo é o Partido do Povo Republicano (CH), que está apostando em candidatos mais novos, para atrair jovens eleitores.

Popularidade do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, vai à prova com eleições deste domingo
AFP
Popularidade do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, vai à prova com eleições deste domingo
O conservador AK, de raízes islâmicas, tem a seu favor uma gestão que governou durante um período de forte crescimento econômico. Em março, o desemprego na Turquia foi de 11,5% - uma queda forte em relação aos 14,4% registrados no mesmo mês do ano anterior.

A economia é a principal plataforma do AK, que promete um novo programa governamental de construção civil, caso seja reeleito. Entre os projetos está um canal entre os mares Negro e Egeu, além de novas pontes, aeroportos e hospitais.

Constituição

A sigla espera obter maioria de dois terços na eleição parlamentar, o que possibilitaria mudanças na Constituição turca. O texto atual foi redigido durante a era de domínio militar no país.

O correspondente da BBC em Istambul Jonathan Head afirma que o AK está apostando no carisma de Erdogan, que é popular entre muitos turcos.

O oposicionista CH, sob o comando de Kemal Kilicdaroglu, se apresenta como alternativa secular, e prega valores social-democratas europeus para conquistar o voto da maioria. Há 30 anos o partido não chega ao poder.

A Turquia é integrante da aliança militar Otan e postula uma vaga na União Europeia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.