Premiê irlandês convoca eleições para 11 de março

Brian Cowen, cuja popularidade caiu bastante, irá submeter conjunto de leis para pacote de ajuda bilionário ao Parlamento

BBC Brasil |

selo

O primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, anunciou nesta quinta-feira que pretende dissolver o Parlamento do país e convocou eleições gerais para 11 de março.

Cowen disse que, antes das eleições, irá submeter ao Parlamento atual um conjunto de leis importantes para o pacote de 85 bilhões de euros de ajuda financeira, negociado no final do ano passado com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Antes das eleições temos o compromisso de preparar leis para assegurar o futuro econômico da Irlanda", disse ele.

Analistas dizem acreditar que o partido de Cowen, o Fianna Fail, deve sentir nas urnas a insatisfação popular com a crise econômica pela qual passa o país, embora o premiê afirme que suas políticas reconduziram a Irlanda para o caminho da recuperação.

Críticas

Horas antes do anúncio das eleições, Cowen havia anunciado que ministros que já fazem parte de seu gabinete iriam assumir as funções de cinco outros que renunciaram esta semana.

Mas a medida foi criticada tanto pela oposição como por grupos políticos que costumam apoiá-lo. Seus parceiros de coalizão, os verdes, se opuseram às mudanças no gabinete de governo e ameaçaram retirar seu apoio caso Cowen não convocasse eleições para março.

Antes desta quinta-feira, o premiê sugeria que o pleito deveria ser marcado para abril ou maio. Na terça-feira, Cowen venceu um voto de confiança do Fianna Fail. Sua liderança havia sido questionada após o anúncio do pacote financeiro.

    Leia tudo sobre: irlandaeleiçõeseconomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG