Prefeito islandês se veste de drag queen para abrir festival gay

Jon Gnarr apareceu no palco usando peruca loira, batom vermelho e vestido rosa

BBC Brasil |

selo

O prefeito da capital da Islândia, Reykjavik, abriu a parada gay da cidade vestido de drag queen na noite de quinta-feira. Jon Gnarr, um famoso comediante eleito em junho para o cargo de prefeito, apareceu no palco trajando um vestido rosa, peruca loira e batom vermelho.

AFP
O prefeito de Reykjavik, Jon Gnarr, vestido de drag queen

Assumindo o personagem, Gnarr disse para a multidão que "o prefeito, infelizmente não conseguiu comparecer". "O que ele pode estar fazendo? Talvez esteja visitando o Moonin Valley", disse, referindo-se a uma história infantil finlandesa, popular na Islândia. "Isso é o que você recebe por votar em um palhaço", completou.

Insatisfação

Gnarr, do irreverente Best Party (Melhor Partido) venceu as eleições com promessas como toalhas grátis nas piscinas públicas e um urso polar para o zoológico local. Em sua campanha, Gnarr prometia ainda o que chamava de "transparência sustentável".

Após a vitória, ele disse que sua eleições sinalizava o descontentamento da população com políticos, depois da crise econômica do país em 2008. Em 2009, a Islândia tornou-se o primeiro país com um chefe de Estado abertaente homossexual, quando Johanna Sigurdardottir assumiu o cargo de premiê.

    Leia tudo sobre: islândiadrag queen

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG