Polonês passa cinco anos com bala alojada na cabeça

Pedreiro de 35 anos, que vive na Alemanha, decidiu fazer exames porque pensava estar com um cisto

BBC Brasil |

selo

Um pedreiro polonês que mora na Alemanha passou cinco anos com uma bala alojada na parte de trás da cabeça depois de esquecer que tinha sido baleado em uma festa de Ano Novo na qual ficou bêbado. A polícia da cidade alemã de Bochum informou que médicos encontraram uma bala calibre 22 quando o polonês de 35 anos pediu no hospital da cidade de Herne, onde mora, a retirada do que ele pensava ser um cisto na parte de trás de sua cabeça.

A bala não tinha penetrado no crânio, e a polícia afirma que o homem procurou os médicos apenas depois de sentir um caroço na cabeça. O exame de raio X então mostrou o objeto alojado debaixo da pele, que foi retirado com uma cirurgia.

De acordo com a polícia, o polonês se lembra de ter recebido um golpe na cabeça por volta de meia-noite em uma festa de Ano Novo "em 2004 ou 2005", mas tinha esquecido sobre o incidente por estar "muito bêbado" durante a festa. A polícia alemã acredita que o caso seja de uma bala perdida, disparada durante a comemoração.

"Pode ter sido um tiro disparado para o alto que entrou na cabeça dele quando estava voltando para baixo", disse um porta-voz da polícia. Segundo a polícia, o polonês se lembra que acordou com a cabeça dolorida, mas preferiu não ir ao médico na época. A cirurgia para a remoção da bala foi realizada na sexta-feira, e o polonês, que mora há anos na Alemanha, deve ser liberado do hospital até o fim da semana.

AFP
Imagem divulgada pela polícia alemã mostra que bala não penetrou crânio

    Leia tudo sobre: pedreirobalacistocabeçapolônia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG