Polícia sul-coreana descobre R$ 16 milhões em plantação de alho

Autoridades suspeitam que dinheiro encontrado em lavoura seja resultado de apostas ilegais feitas na internet

BBC Brasil |

selo

A polícia da Coreia do Sul descobriu o equivalente a R$ 16 milhões enterrados em uma plantação de alho na cidade de Gimje, no sudoeste do país. As autoridades suspeitam que o dinheiro seja resultado de apostas ilegais feitas na internet.

De acordo com a agência de notícias Yonhap, a polícia acredita que o dono da plantação, cunhado de dois irmãos acusados de ganhos ilegais com jogos, tenha ajudado a enterrar o dinheiro na lavoura. Depois, ele teria pego parte da quantia para si.

Um dos dois irmãos acusados já estava na cadeia antes da descoberta. Imagens de televisão mostram policiais desenterrando dúzias de recipientes repletos de notas de dinheiro na plantação.

Segundo a polícia, os dois irmãos, pressionados pelas investigações sobre jogos ilegais, pediram ao cunhado, identificado apenas como Lee, que escondesse seus ganhos na plantação. O produtor teria trabalhado dia e noite para enterrar o dinheiro.

Investigação

No entanto, de acordo com as autoridades, foi a própria ganância de Lee que o levou a ser pego. Primeiro, sem dizer nada aos cunhados, ele pegou 400 milhões de won (cerca de R$ 580 mil).

Depois, ele acusou um trabalhador que o ajudou na lavoura de roubar parte do dinheiro. Alegando ter sido falsamente acusado, o homem foi à polícia, o que levou a uma investigação sobre a plantação de alho. As autoridades interrogaram familiares de Lee, o que as levou a descobrir dinheiro escondido em um carro e em um apartamento.

De acordo com a Yonhap, os 11 bilhões de won enterrados na plantação eram apenas parte de um total de 17 bilhões de won ganhos pelos cunhados de Lee ao operar um site de jogo ilegal, cujos servidores ficavam em Hong Kong.

"Nós vasculhamos todo o campo e não acreditamos que haja mais dinheiro lá. Nós vamos estimar o valor do dinheiro descoberto e interrogar o irmão que já está preso sobre os lucros ilegais", disse um investigador citado pela Yonhap.

A polícia deverá confiscar o dinheiro e buscar um mandado de prisão contra Lee.

    Leia tudo sobre: coreia do sulplantação de alhoapostasinternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG