Polícia descobre mais de 300 pitbulls em fazenda de cães de briga nas Filipinas

Dois coreanos são presos suspeitos de manter cachorros usados em brigas ilegais; muitos tiveram orelhas e línguas arrancadas

BBC Brasil |

selo

A polícia nas Filipinas encontrou uma fazenda com pelo menos 300 cães da raça pitbull usados em brigas ilegais. Muitos dos cães tiveram as orelhas e línguas arrancadas durante as brigas, segundo os policiais e veterinários que fizeram a operação na fazenda ao sul da capital, Manila.

Leia também: Ataque de pitbull deixa cinco policiais hospitalizados em Londres

AP
Cachorros eram presos em tambores de metal em dois hectares na província de Manila, nas Filipinas

Dois sul-coreanos foram presos no local, suspeitos de administrar a fazenda, que ocupava um espaço de dois hectares na província de Laguna. Outros quatro filipinos também foram detidos.

Anna Cabrera, diretora da Sociedade de Bem-Estar Animal das Filipinas, disse que os cães eram pitbulls puros e de raças misturadas cuja característica principal é a força. Todos os animais encontrados na fazenda apresentavam problemas de saúde.

Leia também: Morte de cachorro traz à tona debate sobre segurança em pet shops

Ativistas defensores dos direitos dos animais disseram ao jornal que não há instalações para acomodar e recuperar todos os cães encontrados e evitar que eles voltem a ser usados em brigas. Nesta terça-feira dezenas de cães devem ser sacrificados, segundo o jornal filipino Inquirer.

Tambores de metal

A fazenda tinha muitos tambores de metal que serviam de abrigo para os cães. Os pitbulls ficavam acorrentados a estes tambores.

O veterinário da Sociedade de Bem-Estar Animal Wilford Almora, disse ao Inquirer que o grupo ativista teve que selecionar alguns dos cães encontrados na fazenda, entre os mais doentes, desnutridos e agressivos, para sacrificar. O veterinário disse ainda que alguns deles estavam fracos demais até para ficar de pé.

Anna Cabrera informou que pelo menos 17 dos animais mais feridos nas brigas foram sacrificados imediatamente no dia da operação da polícia, na sexta-feira. Mais cães poderão ser sacrificados, dependendo de como eles respondem aos cuidados e tentativas de reabilitação.

O Inquirer afirma que as brigas ilegais de cães não são comuns nas Filipinas e as brigas eram transmitidas, em sua maioria, para apostadores fora do país.

    Leia tudo sobre: cachorrofilipinasanimaispit bullscães de briga

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG