Partido Conservador suspende político que se fantasiou de Hitler

Mike Gardner afirma que se divertia em uma festa a fantasia

BBC Brasil |

selo

O líder da administração regional de Harrogate, em Yorkshire, norte da Grã-Bretanha, foi suspenso por seu partido depois de ter sido fotografado fantasiado de Adolf Hitler. O conservador Mike Gardner, no entanto, prometeu continuar a presidir a administração de Harrogate como independente.

Gardner, que aparece em fotos fantasiado e fazendo a saudação nazista, afirmou que se vestiu como o ditador alemão "por diversão". "Não havia nada de errado, foi apenas boa diversão. Era uma festa a fantasia, só isso", disse.

O partido Conservador britânico, entretanto, abriu um inquérito para apurar a conduta do político.

'Enojado'

As fotos foram retiradas de uma página do site de relacionamentos Facebook. Gardner disse considerar o episódio uma "total violação da minha privacidade". "Estou enojado pelo que os Conservadores decidiram fazer. Eu sirvo ao povo de Harrogate e, aliás, o sirvo muito bem."

Gardner disse ainda que se tiver feito algo errado pede desculpas ao povo de Harrogate, "caso tenha o ofendido de alguma forma". Um porta-voz da administração regional afirmou que Gardner permanecerá como líder, mas nenhum outro representante da casa se pronunciou a respeito.

    Leia tudo sobre: hitlernazismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG