Pacote-bomba do Iêmen foi desarmado '17 minutos antes da explosão'

De acordo com ministro francês, explosivos em avião foram desativados pouco antes do momento em que iriam explodir

BBC Brasil |

selo

O ministro do Interior da França, Brice Hortefeux, disse nesta quinta-feira que um dos dois pacotes explosivos interceptados na semana passada após terem sido enviados do Iêmen para os Estados Unidos foi desativado apenas 17 minutos antes da explosão.

As duas bombas estavam sendo enviadas por via aérea do Iêmen para os Estados Unidos, mas foram interceptadas em Dubai e na Grã-Bretanha e desarmadas.

As bombas foram encontradas após informações coletadas pelo serviço secreto saudita.

"Havia pacotes explosivos do Iêmen para os Estados Unidos e posso lhe dizer, por exemplo, que um deles foi desarmado 17 minutos antes da explosão", disse Hortefeux em entrevista ao canal de TV France-2, sem revelar a origem da informação.

Al-Qaeda

Vários países decidiram suspender o recebimento de pacotes enviados do Iêmen por via aérea depois dos incidentes da semana passada. Os pacotes continham um explosivo difícil de ser detectado chamado PETN (tetranitrato de pentaeritritol), escondido em cartuchos de impressoras dentro de pacotes maiores.

O braço da Al-Qaeda baseado no Iêmen reconheceu ser responsável pelos explosivos. A polícia iemenita está procurando Ibrahim Al-Asiri, suspeito de ter relação com os pacotes. Ele também é acusado de envolvimento com uma tentativa frustrada de detonar explosivos em uma aeronave americana no último dia 25 de dezembro e outros ataques.

    Leia tudo sobre: terrorismoiêmeneuaavião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG