Oposição obtém vitória em eleições na Hungria

Com quase 100% das urnas apurados, o partido oposicionista conservador Fidesz teve cerca de 68% votos

BBC Brasil |

O partido oposicionista conservador Fidesz obteve uma vitória esmagadora nas eleições gerais da Hungria neste domingo, conquistando cerca de dois terços das cadeiras do Parlamento do país. Com 99,22% dos votos apurados, o partido tinha conquistado a preferência de cerca de 68% do eleitorado, o que faz com que ele passe a ocupar 263 dos 386 assentos do Parlamento, de acordo com a comissão eleitoral da Hungria.

Já o Partido Socialista, que atualmente governa o país, ficou em segundo lugar, com 15% dos votos e obtendo 59 cadeiras do Parlamento.

O partido Jobbik, de extrema-direita, ficou em terceiro, com 47 assentos e os verdes conquistaram 16 cadeiras. Um assento foi para um candidato independente.

Com a vitória, o líder do Fidesz, Viktor Orban, deve se tornar o novo primeiro-ministro do país.

'Revolução'
Falando a uma multidão que se concentrou na capital Budapeste para comemorar, Orban classificou a vitória como uma "revolução".

"Uma revolução aconteceu hoje nas cabines eleitorais. O povo húngaro expulsou o regime de oligarcas que usou o poder de modo errado", disse.

O líder dos socialistas, Attila Mesterhazy, por sua vez, reconheceu a derrota e congratulou o Fidezs pela vitória.

De acordo com Nick Thorpe, repórter da BBC em Budapeste, a maioria alcançada pelo partido permitirá mudanças na Constituição do país.

O Fidezs ganhou com as promessas de criar empregos, reduzir impostos e diminuir a burocracia.

Segundo Thorpe, esta é a maior vitória de um partido em vinte anos, desde que a democracia foi restaurada na Hungria.

    Leia tudo sobre: hungriaeleições

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG