Motorista pode ter que pagar multa de trânsito de R$ 1,8 mi na Suíça

Um motorista sueco que foi pego dirigindo a 290 quilômetros por hora na Suíça pode levar a maior multa de trânsito do mundo, segundo os promotores do caso

BBC Brasil |

selo

Um motorista sueco que foi pego dirigindo a 290 quilômetros por hora na Suíça pode levar a maior multa de trânsito do mundo, segundo os promotores do caso.

O homem de 37 anos, cujo nome não foi revelado pelas autoridades suíças, pode ter que pagar uma multa de 1,08 milhão de francos suíços (cerca de R$ 1,8 milhão).

As autoridades suíças calcularam o valor da multa, mas ainda não aplicaram a pena.

Ele estava dirigindo seu carro, o modelo SLS AMG esportivo da Mercedes, 170 quilômetros por hora acima do limite permitido, que era de 120 quilômeros por hora. O carro foi apreendido.

Riqueza


A lei suíça determina que o valor das multas de trânsito seja estabelecido de acordo com a riqueza do motorista e a velocidade atingida.

O motorista pode ter que pagar 3,6 mil francos suíços (cerca de R$ 6 mil) por dia ao longo de 300 dias, atingindo o valor total de R$ 1,8 milhão.

Em janeiro, um motorista suíço havia sido multado pelo equivalente a R$ 540 mil, o atual recorde mundial de multa de trânsito.

"Nada justifica uma velocidade de 290 quilômetros por hora", disse o porta-voz da polícia suíça, Benoit Dumas. O incidente ocorreu em uma estrada entre as cidades de Berna e Lausanne.

"Não conseguimos controlá-lo. Foram necessários 500 metros para conseguir fazê-lo parar."

    Leia tudo sobre: multavelocidadeSuiça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG