vira moda em Israel depois de assassinato em Dubai - BBC - iG" /

Mossad vira moda em Israel depois de assassinato em Dubai

Depois do assassinato em Dubai do líder do Hamas Mahmoud Al-Mabhouh, atribuído ao serviço secreto de Israel, o Mossad, aumentou em Israel a procura de jovens por trabalho na organização, indicando que o serviço secreto virou moda no país.

BBC Brasil |


De acordo com o jornal de maior tiragem em Israel, o Yediot Ahronot, desde a publicação do incidente em janeiro e a ampla divulgação de fotos e informações sobre supostos agentes do Mossad, cresceu o número de israelenses que enviou seu currículo para o site de vagas no serviço secreto.

Imagens mostram 15 novos suspeitos de assassinato

Imagens mostram 15 novos suspeitos de assassinato

Imagens divulgadas por Dubai identificam os suspeitos no assassinato de membro do Hamas
Imagens mostram os 11 suspeitos que já tinham sido identificados


A cobertura extensa do incidente, tanto na imprensa local como na internacional, acendeu a imaginação de jovens que procuram um trabalho "interessante, inusitado e desafiador", de acordo com o jornal.

O jornal cita jovens que, depois de lerem as informações sobre o assassinato, "correram para o computador" para se registrar no departamento de recursos humanos do serviço de espionagem.

O Mossad costuma publicar anúncios de empregos em seu site na internet, procurando "pessoas criativas e amantes de desafios, que procuram um trabalho não rotineiro e dinâmico", com preferência para ex-oficiais do Exército, com "passado de combatente".

Os candidatos também devem saber fluentemente pelo menos uma língua estrangeira e estarem dispostos a viajar para o exterior.

Camisetas

Israel-Catalog
Camisetas do Mossad viram moda
Camisetas do Mossad viram moda

Nas últimas semanas, desde o assassinato do líder do Hamas, o Mossad se tornou "moda" até em camisetas. Eran Davidov, dono de uma empresa que produz as peças, soube aproveitar a nova moda e produziu rapidamente camisetas glorificando o Mossad.

Davidov disse ao canal 10 da TV israelense que nos últimos dias "não está dando conta" de fornecer o número crescente de encomendas, tanto por lojas locais como por clientes no exterior. De acordo com o empresário, a camiseta com a frase "não se meta com o Mossad" é a mais procurada.

Nesta sexta-feira Israel comemora a festa de Purim, considerado o carnaval judaico, no qual as pessoas costumam se fantasiar. Neste Purim muitos israelenses - tanto adultos como crianças - resolveram se fantasiar de agentes do Mossad.

Leia mais sobre Hamas

    Leia tudo sobre: hamasisraeloriente médio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG