Militares dos EUA não esclarecem destino de US$ 8,7 bi para Iraque

Órgão de fiscalização diz que não houve prestação de conta de 96% de um total de US$ 9 bilhões investidos na reconstrução do país

BBC Brasil |

selo

Um órgão de fiscalização do governo dos Estados Unidos afirmou que os militares do país não prestaram contas apropriadamente de cerca de US$ 8,7 bilhões de um total de US$ 9 bilhões investidos na reconstrução do Iraque.

Na auditoria, divulgada nesta terça-feira, o Inspetor Geral Especial para a Reconstrução do Iraque informou que o Departamento de Defesa não conseguiu detalhar de forma apropriada onde foi parar 96% do montante, proveniente principalmente da renda da venda de petróleo e gás iraquianos e de bens confiscados do governo do ex-líder Saddam Hussein

Os US$ 9 bilhões são fundos administrados pelo Departamento de Defesa americano entre 2004 e 2007 e estavam destinados a projetos de reconstrução. De acordo com o relatório do órgão do governo, a falta de informações sobre o que o departamento fez com os fundos torna impossível afirmar exatamente o que ocorreu com os US$ 8,7 bilhões.

Registros

Os militares americanos, por sua vez, afirmam que os fundos não estão necessariamente desaparecidos, mas que os registros dos gastos podem estar arquivados em algum outro lugar.

Em uma resposta, que foi anexada ao relatório do Inspetor Geral Especial para a Reconstrução do Iraque, os militares informaram que a tentativa de rastrear o destino destes fundos poderá requerer "um esforço significativo de recuperação de arquivos".

O governo do Iraque ainda não comentou o relatório. Estas não são as primeiras alegações de desaparecimento de dinheiro destinado à reconstrução do Iraque e relacionado com a invasão liderada pelos Estados Unidos no país, em 2003.

    Leia tudo sobre: iraqueeuaguerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG