Militar paquistanês que matou jovem em frente à câmera é condenado à morte

Shahid Zafar foi condenado pela morte de Sarfaraz Shah, 22 anos, em Karachi, em junho

BBC Brasil |

selo

O soldado paquistanês que aparece em um vídeo atirando contra um jovem desarmado foi condenado à morte. O jovem Sarfaraz Shah, de 22 anos, foi morto a tiros em Karachi, em junho. As imagens de sua morte foram transmitidas por um canal de televisão.

O vídeo mostra quando os soldados atiram contra Shah e o deixam sangrando até morrer. As imagens levaram a reclamações do público sobre a brutalidade das forças de segurança.

O condenado à morte é Shahid Zafar, que faz parte de um destacamento chamado Sindh, ligado o Ministério do Interior. A Justiça também condenou outros seis homens à prisão perpétua, um deles é um civil e outros cinco são soldados.

Protestos

Ao todo existem 10 mil desses militares atuando em Karachi, mas grupos de defesa dos direitos humanos dizem que eles não têm treinamento adequado.

A morte de Shah gerou protestos da população, que exige ações contra o destacamento. Segundo os moradores de Karachi, eles já cometeram outros crimes. Durante o funeral de Shah, os moradores da cidade também organizaram uma manifestação.

Salik Shah, irmão da vítima, disse que estava satisfeito com a sentença de morte e esperava que a Justiça não aceitasse o recurso dos advogados dos condenados.

Sarfaraz Shah era acusado de tentativa de assalto em um parque quando foi morto. Depois foi descoberto que a arma que ele levava era de brinquedo. O Ministério do Interior, ao qual o destacamento está ligado, já ordenou uma investigação.

A morte de Shah é o último incidente em uma série de acusações de abusos por parte das forças de segurança, incluindo a morte de um jornalista. E incidentes como estes aumentam ainda mais a sensação de impunidade dos serviços de segurança do Paquistão.

Assista ao vídeo:

    Leia tudo sobre: paquistãovídeotiroskarachi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG