Jovem é condenado por matar outro após ofensa no Facebook

Tribunal afirma que o assassinato foi um "simples ato de covardia"

BBC Brasil |

selo

Um britânico de 16 anos foi condenado nesta terça-feira a 14 anos de prisão por ter matado no ano passado seu ex-melhor amigo após ter sido insultado por ele na rede social Facebook, de acordo com a imprensa local.

Por motivos legais o condenado, que tinha 15 anos quando cometeu o crime, não pode ter seu nome revelado. Ele matou Salum Kombo, na época com 18 anos, com facadas no peito.

O promotor do caso, David Jeremy, disse que a amizade entre os dois se tornou hostil no ano passado e os dois chegaram a brigar após um jogo de futebol.

"Estes dois garotos trocaram insultos e ameaças, diretamente e por meio do Facebook. Certa vez o menino que morreu chamou o outro de pussy (palavrão em inglês usado para insultar tanto a masculinidade quanto a coragem de uma pessoa)".

Em dezembro passado, os dois se encontraram em frente a um restaurante na zona leste de Londres. Após uma discussão, Kombo foi esfaqueado.

A defesa alegou que Kombo foi morto em legítima defesa, com o garoto tendo desferido o primeiro golpe (de faca) antes de uma briga que sabia que iria perder. A tese não foi aceita pelo tribunal, que julgou o caso "um simples ato de covardia".

    Leia tudo sobre: Grã-Bretanhaviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG