Irã inaugura sua primeira usina nuclear

Usina no sul do país deve começar a produzir energia elétrica dentro de um a três meses

BBC Brasil |

selo

O Irã iniciou neste sábado operações na primeira usina nuclear do país ao carregar o reator de Bushehr com combustível fornecido pela Rússia. Espera-se que a usina no sul do país comece a produzir energia elétrica dentro de um a três meses.

A Rússia fornece o combustível nuclear da usina e retira o material utilizado. Especialistas dizem que esta medida praticamente elimina a possibilidade de combustível ser desviado para a produção de armamentos.

O Irã foi recentemente alvo de uma quarta rodada de sanções da ONU por causa de seu programa de enriquecimento de urânio que é apontado por muito países como indício da meta do país de produzir armas nucleares embora o governo iraniano insista que o objetivo é apenas a produção de energia.

AP
Usina nuclear começa operações no Irã

Símbolo

O Irã planeja uma série de eventos para marcar a inauguração da usina, que levou 35 anos para ser construída. "Apesar de todas as pressões, sanções e dificuldades impostas por nações ocidentais, testemunhamos agora o nascimento do símbolo maior das atividades nucleares pacíficas do Irã", disse o responsável pelo programa nuclear irano, Ali Akbar Salehi.

O urânio usado como combustível na usina tem um nível de enriquecimento de 3,5%, muito abaixo dos 90% necessários para a fabricação de armas. Na sexta-feira, Salehi afirmou que o Irã continuará enriquecendo urânio.

O Irã possui um programa paralelo de enriquecimento de urânio, que é visto com preocupação por países como Estados Unidos e Israel. Relatos vindos de Washington sugerem que os EUA não fizeram objeções a construção da usina de Bushehr em troca do voto russo na última rodada de sanções contra o Irã.

Correspondentes dizem que o governo americano vem mudando o tom de seus comentários sobre Bushehr, descrevendo a usina como símbolo dos benefícios pacíficos da energia nuclear.

    Leia tudo sobre: irãusina nuclearcombustívelrússia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG