Interpol pede ajuda de internautas para buscar fugitivos

Organização divulga fotos e informações de fugitivos, entre eles um brasileiro, na esperança de obter novas pistas

BBC Brasil |

selo

A Interpol pediu nesta segunda-feira a ajuda da população em geral, especialmente os internautas, para encontrar alguns dos fugitivos mais procurados do mundo, entre eles um brasileiro.

Em seu site, a organização intergovernamental - que facilita a cooperação entre forças policiais de 188 países-membros e é financiada pelos Estados integrantes - divulgou uma lista com fotografias e detalhes de 26 suspeitos desaparecidos há anos.

Um deles é o brasileiro Celso Schmitt, ou Celso Gaúcho, procurado pelo assassinato de um policial em 1999 durante uma operação contra narcotraficantes no Brasil. A Interpol acredita que o suspeito estaria foragido na Bolívia.

Todos os procurados são acusados de crimes graves, como assassinato, tráfico humano, estupro e abuso de menores.

A Interpol espera que os internautas, principalmente os usuários de redes sociais como o Facebook e o Orkut, entre em contato caso encontrem alguma informação sobre algum deles.

Caçada

Esta é a segunda fase de uma operação que busca fugitivos em vários países. Mais de cem suspeitos procurados internacionalmente já foram detidos ou localizados na primeira fase das buscas, lançada no dia 3 de maio, que contou com a cooperação de forças policiais de vários países.

Ao todo, a Interpol busca 450 fugitivos que, acredita, estariam escondidos em 29 países. Todos já foram condenados ou indiciados por crimes. Na fase inicial da operação, a Interpol coordenou a troca de informações sobre os suspeitos entre agências e investigadores dos 29 países.

As informações compiladas e analisadas foram então enviadas de volta às polícias desses países para que dar início às ações de busca.

Entre os presos estão a ex-modelo colombiana Angie Sanclemente Valencia, procurada na Argentina por tráfico de drogas e detida na Argentina, e Mouamba Munanga, da República Democrática do Congo, procurado na França e Barein por falsificação de dinheiro e lavagem de dinheiro, capturado na África do Sul.

Os detalhes e fotografias dos fugitivos estão no site da Interpol e informações sobre seu paradeiro devem ser enviadas ao e-mail fugitive@interpol.int . As informações também podem ser passadas de forma anônima pelo site www.csiworld.org .

    Leia tudo sobre: Interpolinternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG