Ataques israelenses mataram mais de 10 palestinos nos últimos dias

Líderes do grupo islâmico Hamas anunciaram neste sábado um acordo com outras facções palestinas na Faixa de Gaza para um cessar-fogo com Israel com condição de que o governo do país interrompa os ataques no território. Na semana passada, ataques israelenses mataram pelo menos 10 palestinos, incluindo várias crianças e civis.

Desde o último sábado, militantes em Gaza dispararam mais de 80 foguetes e morteiros em direção ao sul de Israel.

O Hamas e grupos como o Jihad Islâmica afirmaram por meio de um comunicado estarem dispostos a impedir que mais foguetes sejam disparados, se Israel não prosseguir com os ataques.

O correspondente da BBC em Gaza Jon Donnison diz que, no passado, o Hamas não conseguiu impedir a ação de outros grupos militantes do território e sua autoridade deve ser agora testada com a proposta.

A semana passada foi considerada uma das mais violentas desde a grande operação militar israelense de dois anos atrás.

À época, a operação Chumbo Fundido matou mais de 1,3 mil palestinos. O confronto deixou 13 israelenses mortos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.