Grã-Bretanha pede a atletas e fãs de esporte que doem sêmen

Torcedores e atletas de diversos esportes serão alvo de uma campanha que está sendo lançada esta semana para aumentar o número de doadores de sêmen na Grã-Bretanha. Uma campanha da fundação National Gamete Donation Trust, que tem apoio do governo, quer aumentar o número de novos doadores de sêmen na Grã-Bretanha dos atuais 384 para 500.

BBC Brasil |

Cartazes e panfletos estão sendo colocados em 30 clubes esportivos e estádios inicialmente na região de Manchester, como parte de uma divulgação piloto da campanha.

Os pôsteres perguntam: "Doação de sêmen - você tem as bolas?" (em inglês, a palavra "balls" pode significar "bolas" ou "coragem").

Os organizadores acreditam que cartazes temáticos sobre esporte estimulam os homens a se apresentar como doadores.

Um dos cartazes afirma: "Precisamos de bons nadadores", com uma foto de espermatozoides competindo em uma prova de natação.

Outro cartaz traz bolas de diversos tamanhos e esportes diferentes com o anúncio "Seja qual for a forma ou tamanho, casais precisam da sua ajuda".

Um em cada seis casais na Grã-Bretanha tem problemas para ter filhos e em algumas regiões do país há fila de espera por doações de sêmen.

"Na Grã-Bretanha, há centenas de casais que precisam da ajuda de doadores de sêmen para ter filhos que eles não conseguem ter, seja por infertilidade ou doença genética", afirma Laura Witjens, diretora da fundação.

"Esses casais dependem de homens que se oferecem como doadores de sêmen."
O número de doadores de sêmen caiu na Grã-Bretanha para 224 em 2004. Em 2005, uma nova lei entrou em vigor revogando o direito ao anonimato dos doadores.

Desde então, o número de doadores no banco cresceu para 384. Os filhos de doadores podem buscar informações sobre seus pais após os 18 anos.

De acordo com dados oficiais, em 2006 houve 5 mil tratamentos de fertilidade na Grã-Bretanha usando sêmen doado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG