Governo suspende desmatamento por dois anos na Indonésia

País é o terceiro país do mundo em emissões de dióxido do carbono

BBC Brasil |

selo

O governo da Indonésia anunciou a suspensão de todas as atividades de desmatamento no país por dois anos para ajudar a combater as mudanças climáticas.

O anúncio foi feito pelo presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, na quarta-feira, às vésperas de uma conferência na cidade de Oslo, na Noruega, onde será discutido o aquecimento global.

"Vamos declarar uma paralisação de dois anos, suspendendo a conversão de terras (ricas em) carvão e de florestas", disse Yudhoyono em uma coletiva com o primeiro-ministro norueguês, Jens Stoltenberg.

A decisão do governo indonésio é parte de um acordo firmado pelo país com Noruega e Alemanha, que prometeram contribuir com US$ 1,5 bilhão para financiar projetos de monitoramento e conservação que ajudem a preservar as florestas indonésias.

Terceiro em emissões
Especialistas calculam que o desmatamento seja responsável por até 20% das emissões de carbono do planeta. Segundo o Banco Mundial, a Indonésia é o terceiro país do mundo em emissões de dióxido de carbono.

Cerca de 50 países participam da conferência do clima em Olso, entre eles, o Brasil. O governo da Noruega disse que as nações desenvolvidas já prometeram cerca de US$ 500 milhões para combater o desmatamento, além de outros US$ 3,5 bilhões já alocados durante a conferência sobre o clima em Copenhague, em dezembro último.

Em 2008, em acordo semelhante firmado com o Brasil, os noruegueses se comprometeram a doar ao país US 1 bilhão até 2015 se o país continuar a reduzir os índices de desmatamento na Amazônia.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG