Governo chileno diz que turistas isolados foram resgatados

Brasileiros e outros turistas estavam isolados devido a bloqueio de manifestantes que protestam contra aumento no preço do gás

BBC Brasil |

selo

Assessores do governo chileno do presidente Sebastián Piñera informaram à BBCBrasil nesta segunda-feira que "todos os turistas estrangeiros" que queriam deixar a região de Magalhães, no sul do país, foram resgatados. Eles estavam isolados no local devido ao bloqueio no trânsito realizado há seis dias por manifestantes que protestam contra o aumento no preço do gás.

"Eles foram resgatados de Puerto Natales para Punta Arenas (capital do Estreito de Magalhães) em aviões e também em ônibus. Muitos brasileiros seguiram de ônibus para Rio Gallegos, na Argentina, ou de avião de Punta Arenas para Santiago", disse Ricardo Alt, assessor de imprensa do sub-secretário do Ministério do Interior.

Segundo ele, mais de três mil e quinhentos turistas estrangeiros deixaram a região desde sábado. O transporte foi realizado em pelo menos 11 voos entre Puerto Natales e Punta Arenas, a cerca de 25 minutos de avião.

'Cautela'

Apesar destas informações, funcionários da Embaixada do Brasil em Santiago afirmaram que ainda é cedo para garantir que todos os brasileiros tenham sido resgatados. "Por cautela e para ter certeza de que todos os brasileiros já deixaram o local a vice-cônsul, Letícia Meireles, continuará em Punta Arenas pelo menos até sexta-feira", informaram.

Pouco antes, a vice-cônsul informara que "praticamente todos os turistas brasileiros" já tinham deixado a região. "Não há números oficiais, mas a maioria dos brasileiros saiu daqui ontem (domingo)", disse por telefone.

Na manhã desta segunda-feira, chegou-se a especular a possibilidade de um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) ser enviado para a região, o que foi descartado mais tarde quando o ministro de Energia e de Mineração, Laurence Golborne, chegou ao local para negociações com os manifestantes.

O protesto é contra o aumento no preço do gás, usado nos aquecedores e nos transportes na região de Magalhães.

Isolados

De São Paulo, o casal de brasileiros, Rita e Mauricio Mor, contou que deixou Puerto Natales com destino a Punta Arenas no sábado, no primeiro grupo retirados do local pela Cruz Vermelha, mas que dezenas de brasileiros permaneciam isolados. "Nós já estamos em casa, mas havia uma lista com 120 brasileiros que também esperavam sair de Puerto Natales para Punta Arenas. Foi de lá que pegamos o vôo de volta para Santiago no mesmo sábado", disse.

Rita, que é fonoaudióloga, contou que foi dada prioridade para os que estavam com crianças e para aqueles com mais de 60 anos de idade. Foi neste trecho entre Puerto Natales e Punta Arenas que manifestantes concentraram alguns dos pontos de protesto contra a medida do governo.

"Nosso programa era sair de Punta Arenas para Santiago na quinta-feira e ficar lá até sábado. Mas não foi possível. Passamos estes dois dias isolados, no sul, mas ter perdido o tour em Santiago não foi nada. Pior foi para os que não conseguiram sair logo", afirmou Rita.

    Leia tudo sobre: chilepunta arenaspuerto natalesgásbrasileiros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG