Filho de iraniana condenada diz que ela levará chibatadas por foto sem véu

Sentenciada a morte, teria tido imagem publicada em jornal britânico. Filho diz que foto "é desculpa para aumentar abuso"

BBC Brasil |

selo

A iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, que foi condenada à morte por apedrejamento este ano no Irã, poderá ser submetida a chibatadas. A informação foi divulgada no sábado pelo filho. Sentenciada à morte pela Justiça iraniana por ter cometido adultério, agora, segundo o filho de Sakineh, ela foi condenada a levar 99 chibatadas por ter tido uma foto sua publicada no jornal britânico "The Times" na qual aparece sem véu.

O Times publicou uma foto de uma mulher iraniana sem véu no dia 28 de agosto. Mas poucos dias depois o jornal se corrigiu, afirmando que a mulher na foto não era Sakineh. A foto foi obtida pelo jornal junto ao advogado de Sakineh, Mohammad Mostafei, que fugiu do Irã.

Ele disse ter recebido a imagem do filho de Sakineh, Sajad Ghaderzadeh. No entanto, o Ghaderzadeh nega ter repassado a foto ao advogado. O filho de Sakineh diz que ficou sabendo da nova sentença de 99 chibatadas através de pessoas que recentemente deixaram a prisão de Tabriz, onde a iraniana está detida.

Em uma carta aberta, Ghaderzadeh diz que a nova sentença "é uma desculpa para aumentar o abuso à minha mãe". Ele afirmou que a família está entrando com recurso contra a decisão. Em julho, Sakineh foi condenada à morte por apedrejamento, mas após protestos da comunidade internacional a sentença foi temporariamente suspensa

No Irã, fontes dizem que ela agora pode ser morta por enforcamento.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG