Família se emociona em enterro de 'herói' que deu a vida por irmão

Jordan, de 13 anos, insistiu que seu irmão de 10 anos fosse resgatado antes dele de carro que foi arrastado por águas de rio

BBC Brasil |

selo

O adolescente australiano Jordan Rice, de 13 anos, que sacrificou a própria vida para salvar o irmão Blake, 10, nas enchentes da Austrália, foi enterrado nesta quarta-feira na cidade de Toowoomba, no Estado de Queensland. Mais de 350 pessoas compareceram ao velório de Jordan e de sua mãe, Donna, 43, que também morreu depois de ser levada pelas águas.

Getty Images
O pai, John Tyson, consola Blake durante o velório do irmão que salvou sua vida
O adolescente se tornou um herói nacional após ter insistido que o irmão caçula fosse resgatado antes dele, quando o carro da família foi cercado por uma forte enxurrada. Blake foi levado para um lugar seguro, mas não houve tempo para salvar Jordan e sua mãe.

No velório, o irmão mais velho de Jordan e Blake, Chris, disse que a mãe, Donna, era sua melhor amiga e seu irmão era agora seu herói. "Jordan, eu sempre te azucrinava por ser tão medroso", disse Chris durante o velório. "Você tinha pavor de água, altura e até do escuro. Como eu estava errado. Lá vai você perder sua vida enfrentando um de seus maiores medos para salvar seu irmãozinho. Você me deixa tão orgulhoso. O que você fez exigiu coração, coragem e amor. Você é o meu pequeno herói."

John Tyson, pai de Jordan e companheiro de Donna por 28 anos, descreveu a mulher como "a mãe perfeita" e Jordan como "carinhoso e protetor". O enterro de Donna e Jordan Rice foi o primeiro a ser realizado desde as enchentes devastadoras da semana passada, que deixaram ao menos 20 mortos e dez desaparecidos.

Desastre

A história de Jordan e Blake Rice foi relatada à mídia australiana na semana passada pelo construtor Warren McErlean, de 37 anos, que estava no centro da cidade de Toowoomba quando a água chegou subindo rápido e arrastando tudo que estava no caminho.

Ele olhou para o carro parado perto dele. Lá estavam a mãe, Donna, e os dois filhos, Jordan e Blake. A água, segundo McErlean, cobria a placa do carro. Ele pensou em ajudar os três a saírem do veículo, mas não teve tempo. Nesse momento, uma enorme parede de água, com uma correnteza muito forte, tomou conta de tudo.

"Em apenas dez segundos, a água subiu mais de 20 centímetros, encobrindo o para-brisa do carro. Peguei uma corda e amarrei num poste próximo. Com muito esforço consegui chegar até o carro e prendi a corda nele. Pedi a Jordan para se segurar em mim, mas ele disse que sabia nadar e insistiu para que o irmão Blake fosse resgatado primeiro", disse McErlean.

"Peguei Blake nos braços e o levei para um lugar seguro onde estava um bombeiro, Chris. Voltamos juntos para resgatar Jordan e a mãe. Chris segurou uma das mãos de Jordan, mas a correnteza estava muito forte e uma outra onda veio e nos atirou longe do carro."

"Quando eu consegui me levantar olhei para Chris e vi nos seus olhos que estava tudo acabado. A corda arrebentou e o carro desapareceu no meio da correnteza levando junto Jordan e Donna", contou o construtor aos jornais locais.

    Leia tudo sobre: austráliachuvasenchentesmortes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG