Dois fortes tremores secundários geram pânico no Chile

Dois fortes tremores secundários, de 5,9 e 6 de magnitude, atingiram nesta quarta-feira as áreas devastadas pelos terremotos do último sábado no Chile, gerando pânico. As réplicas nas regiões de Bío Bío e Maule (centro do país) não chegaram a provocar alertas de tsunami.

BBC Brasil |

Segundo o Escritório de Emergência e Informação do Chile (Onemi, na sigla em espanhol), o movimento "não reuniu as condições necessárias para gerar um alerta na costa do Chile".

Alguns residentes da cidade de Concepción, uma das mais atingidas pelo tremor, correram para locais mais altos para tentar se proteger.

No sábado, um tremor de 8.8 graus de magnitude atingiu o país, mas muitos terremotos secundários foram registrados a seguir.

Na segunda-feira, somente 48 horas depois do tremor principal, a agência geológica americana (USGS, na sigla em inglês), que monitora abalos sísmicos em todo o planeta, indicava que cerca de 150 réplicas de magnitude superior a 4,5 já haviam atingido o Chile.

O governo chileno já confirmou a morte de 802 pessoas em decorrência dos tremores. Destas, mais de 500 foram vítimas dos tsunamis que atingiram a costa do país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG