Casal preso por fazer sexo em carro tem condenação revogada em Dubai

Um casal condenado à prisão em Dubai por ter sido flagrado fazendo sexo dentro de um carro conseguiu revogar a pena em um tribunal de apelações. O casal paquistanês havia sido condenado a um mês de prisão e à deportação por cometer ato de indecência em público.

BBC Brasil |

Mas a corte de apelações de Dubai revogou a condenação, afirmando que o policial que espiou o casal pelo vidro escurecido do carro violou sua privacidade. O caso foi o mais recente incidente envolvendo estrangeiros que violaram as severas leis de decência de Dubai. A polícia prendeu o homem, de 28 anos, e sua mulher, de 24 anos em maio de 2009, acusando os dois de praticar sexo em um carro num estacionamento na Jumeirah Beach Residence. A corte foi informada de que a polícia tentou espiar dentro do veículo duas vezes e, quando eventualmente bateu na janela, um homem nu abaixou o vidro. O advogado do casal, Majid Al Kabban, argumentou de forma bem sucedida que esta foi uma violação de direitos humanos e uma violação da privacidade de seus clientes. Ele argumentou que o carro era um local privado, e que a ação do casal por trás dos vidros escurecidos não violou as severas leis de decência pública do emirado árabe. Com o resultado da apelação, Kabban declarou: "estamos definitivamente felizes e um pouco surpresos...normalmente casos como este tomam um rumo diferente."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG