Casal indiano é preso após trancar empregada em casa e sair de férias

Sanjay e Sumita Verma foram viajar e deixaram jovem de 13 anos em cárcere privado, sem alimentos

BBC Brasil |

selo

HT Media Ltd
Os médicos Sanjay e Sumita Verna, acusados de manter a empregada em cárcere privado
Um casal de indianos foi preso após ter mantido sua empregada de 13 anos de idade em cárcere privado, sem alimentos, na casa deles em Nova Dhéli, durante a semana em que estavam de férias na Tailândia.

O endocrinologista Sanjay Verma e sua mulher, a ginecologista Sumita Verna, foram detidos na quarta-feira, depois de terem retornado de férias.

A empregada foi resgatada pela polícia após ter ficado seis dias presa dentro da casa do casal Verma e depois que os vizinhos ouviram-na chorar no balcão da residência.

O regresso do casal se deu pouco após o caso ter ganho notoriedade em todo país. Mas eles conseguiram aterrissar em Nova Dhéli e passar pela alfândega incólumes, uma vez que a polícia só veio a ser acionada poucos dias depois.

Leia também: Professor indiano descobre R$ 17 bilhões em sua conta bancária

Após uma ordem de prisão ter sido emitida pela Interpol, o casal se escondeu passando noites nos estacionamentos de shopping centers, mas acabaram sendo detidos em um desses estabelecimentos comerciais, no oeste da paital indiana. O casal havia instalado um circuito interno de câmeras de TV dentro da residência para observar a empregada.

Eles se defendem das acusações feitas por ela e afirmam que quando a contrataram não estavam cientes de que ela era menor de idade. Por meio de seu advogado, eles afirmaram que a encontraram através de uma agência de empregos e que quando o irmão de Sanjay Verma perguntou quantos anos ela tinha, ela afirmou ter 18 anos de idade.

Caso seja condenado, o casal poderá enfrentar uma pena de até dois anos.

    Leia tudo sobre: índiacárcere privada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG