Carta fechada para Papai Noel é encontrada após cem anos em Dublin

Ao ler jornal, irlandês descobre correspondência com pedidos de Natal escrita por sua mãe em 1911

BBC Brasil |

selo

O espírito de Natal chegou com cem anos de atraso para um irlandês da cidade de Bangore, que descobriu uma carta para Papai Noel escrita por sua mãe quando era criança. A carta, bastante deteriorada, foi fechada em 1911 e permaneceu escondida em uma casa de Dublin por várias décadas.

A mãe de Victor Bartlem, Hannah Howard, escreveu sua carta de Natal com sua lista de desejos quando tinha dez anos de idade. Ela foi descoberta em 1991, quando o atual dono da residência, John Byrne, instalou o sistema de calefação central.

Ele encontrou a carta de Hannah na chaminé e decidiu deixá-la ali como um símbolo de tempos passados. Byrne a publicou esta semana no jornal Irish Times, e foi assim que Bartlem, que vive a mais de 150 km de Dublin, leu sobre ela.

Ele estava tranquilamente em sua casa quando sua mulher leu no jornal sobre a pequena menina de Oaklands Terrace, no subúrbio dublinense de Terenure, que pôs sua carta na chaminé. Foi então que Bartlem se deu conta de que se tratava de sua mãe.

"Simplesmente não podia acreditar, foi impressionante, e é uma carta fofa, típica de uma menina", disse. Bartlem afirmou que ficou impressionado com a reação das pessoas. "É o espírito natalino em que estamos, é o Natal."

Em sua lista de Natal, Hannah escreveu: "Quero uma boneca bebê, uma capa impermeável com capuz, um par de luvas, uma maçã caramelada, um penny de ouro e um caramelo grande".

Hannah nasceu no dia de Natal em 1900. Bartlem diz que sua mãe se casou com seu pai, Alfred Bartlem, em 1931. Ela teve dois filhos, Howard e Victor, e morreu em 1978.

    Leia tudo sobre: irlandanatalpapai noelcartareino unido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG