Cantor Ricky Martin assume que é gay e se diz abençoado

O músico pop Ricky Martin afirmou nesta segunda-feira que é gay, após anos de especulação dos fãs sobre a sua sexualidade. Martin, que vendeu mais de 60 milhões de discos em três décadas de carreira, disse em seu site na internet que se sente abençoado por ser quem ele é.

BBC Brasil |

Ele disse que manteve discrição sobre sua sexualidade por muito tempo por ter recebido conselhos de que a revelação poderia prejudicar sua carreira.

"Por esses conselhos terem vindo de pessoas que eu amo muito, eu decidi continuar com a minha vida, sem dividir com o mundo minha verdade completa", escreveu.

Twitter
Agora, no entanto, o cantor resolveu escrever suas memórias e disse que isso o ajudou a liberar "coisas que eram pesadas demais para manter dentro".

"Hoje eu aceitei minha homossexualidade como uma dádiva que me dá vida", escreveu Martin.

Martin começou sua carreira nos anos 80 na banda portorriquenha Menudo. Ele é pai de duas crianças concebidas por uma mãe de aluguel. Sua música mais famosa, Livin' La Vida Loca, de 1999, foi número um em mais de 20 países.

O texto foi publicado no seu site na internet. Martin também colocou um link para o texto no site Twitter, com o título "My life - my vida" ("Minha vida") e com uma frase de Martin Luther King Jr.: "Nossas vidas começam a acabar no dia em que nós silenciamos sobre as coisas que interessam".

A notícia provocou uma enxurrada de mensagens no Twitter. O tópico "Ricky Martin" foi um dos mais debatidos.

A grande maioria das mensagens publicadas é de apoio ao cantor.

"Espero que com tua voz se levantem outras e assim se chegue a algo concreto para que se façam mudanças na sociedade atual", escreveu um dos usuários.

Um grande número de internautas também ironizou o anúncio de Ricky Martin, argumentando que para muitos a verdadeira sexualidade do cantor nunca foi segredo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG