Calendário com poses sensuais em raio X vira mania na internet

Cada um dos meses do calendário é ilustrado com uma imagem de radiografia

BBC Brasil |

Os debates sobre o uso de modelos esqueléticas em fotos de moda acabam de ganhar uma nova dimensão com um calendário promocional produzido por uma agência de propaganda alemã para a fabricante japonesa de monitores médicos Eizo.

Na tradição das folhinhas de borracharia ou dos mais sofisticados calendários com modelos famosas, o calendário preparado pela agência Butter traz modelos em poses sensuais e quase nenhuma peça de roupa à vista.

A modelo de janeiro, vestida apenas com sapatos de salto alto, aparece sentada com as mãos cruzadas sobre a região púbica. A de abril, também somente de salto alto, está deitada de bruços com o bumbum levemente empinado.

Apesar disso, pouca carne pode ser vista, mas os ossos são onipresentes: cada um dos meses do calendário é ilustrado com uma imagem de raio X.

Público reduzido

O público-alvo da campanha, segundo a agência, é o reduzido mercado de profissionais de saúde que trabalham com diagnóstico médico e usam monitores do tipo fabricado pela Eizo.

Mas a criativa campanha acabou se espalhando pela internet, reproduzida por blogs e sites do mundo inteiro, para espanto da agência.

"Nossa intenção era estimular mais interesse sobre o que é a área altamente complexa e tecnicamente sofisticada dos monitores para diagnóstico médico e para visualização de raios X", diz um comunicado da agência.

"Como você pode imaginar, o mercado-alvo para esse tipo de monitores especializados e caros é bem pequeno", explica a agência. "O calendário, com imagens que essa audiência nunca antes havia visto e que certamente quebra alguns tabus, alcançou mais do que jamais pensamos que alcançaria como uma iniciativa promocional".

A agência diz que, com o grande interesse pelos calendários, já pensa em publicar uma nova versão para o ano que vem, disponível para o público em geral.

Para quem gostou das imagens do calendário e deseja conhecer melhor a modelo ou as modelos cujos ossos foram expostos, porém, a agência tem uma notícia decepcionante: todas as imagens foram criadas por computador.

    Leia tudo sobre: modelosfotografia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG