Ban pede que Irã cumpra resoluções sobre programa nuclear

O secretário-geral da ONU pediu nesta segunda-feira que o Irã "cumpra inteiramente" as resoluções das Nações Unidas

BBC Brasil |

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu nesta segunda-feira que o Irã "cumpra inteiramente" as resoluções das Nações Unidas a respeito de seu programa nuclear.

Em seu discurso na abertura da conferência de revisão do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP), Ban pediu que o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, atue de maneira “construtiva” e coopere com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

"O ônus é do Irã em esclarecer as dúvidas e preocupações a respeito de seu programa", disse o secretário, diante de delegados de 189 países, entre eles, Ahmadinejad.

A presença de Ahmadinejad em Nova York, anunciada na última hora, e a questão nuclear iraniana devem dominar as discussões na reunião de revisão do TNP, que ocorre a cada cinco anos.

Brasil

O secretário da ONU pediu aos países que já têm armas atômicas que reafirmem durante a conferência seus compromissos com o desarmamento nuclear. Segundo ele, não fazer isso durante o encontro, que reúne representantes de todos os países signatários do TNP, “seria um passo para trás”.

O programa nuclear do Brasil também deverá ser debatido na conferência, em um momento em que o país sofre pressões para assinar o protocolo adicional do TNP. Apesar de ser signatário do TNP, o Brasil não assinou esse protocolo, que permite maior acesso da AIEA às instalações nucleares do país.

O ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, está em Nova York e nesta segunda-feira deverá manter um encontro bilateral com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.

Resoluções

O Conselho de Segurança da ONU já aprovou três resoluções contra o Irã para pressionar o país a interromper seu programa de enriquecimento de urânio.

Os Estados Unidos e outros países esperam que o Conselho de Segurança da ONU aprove uma quarta rodada de sanções, por temor de que o Irã planeje secretamente construir armas nucleares.

O governo iraniano tem resistido às pressões e segue com seu programa nuclear. Teerã rejeita as alegações de que planeje construir armas de diz que o programa é pacífico, com o objetivo de gerar energia.

    Leia tudo sobre: ONUIrãEstados UnidosAhmadinejadTNP

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG