Atiradores matam pelo menos 13 jovens durante festa no México

Outras 15 pessoas ficam feridas em Ciudad Juarez, cidade que é palco de violentas disputas entre traficantes de drogas

BBC Brasil |

selo

Reuters
Policial é visto em cena do crime em Ciudad Juarez
Atiradores mataram pelo menos 13 jovens em uma festa realizada na noite dessa sexta-feira em Ciudad Juarez, no México - cidade que é palco de violentas disputas entre quadrilhas de traficantes de drogas. Os mortos - sete homens e seis mulheres - tinham entre 16 e 25 anos, segundo a polícia.

Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas. Entre elas, está uma menina de 9 anos de idade. Moradores afirmam que homens encapuzados e armados com rifles automáticos chegaram ao local em diferentes veículos e começaram a atirar indiscriminadamente.

Os corpos ficaram espalhados junto dos carros na garagem da casa onde ocorreu a festa. A polícia encontrou mais de 70 cartuchos de munição na cena da chacina.

Em janeiro, um crime semelhante ocorrido na mesma cidade deixou dois adultos e 11 adolescentes mortos. Na ocasião, as autoridades informaram que nenhum dos mortos tinha ligação com o narcotráfico.

O tráfico de drogas em Ciudad Juarez, que fica na fronteira com os Estados Unidos, é disputado por dois carteis. A guerra entre as quadrilhas já deixou milhares de mortos.

A onda de violência no México também levou temor aos Estados americanos vizinhos do país, que normalmente recebem um grande fluxo de imigrantes ilegais. Em agosto, o presidente Barack Obama sancionou uma lei que autorizava a liberação de US$ 600 milhões (cerca de R$ 960 milhões) para reforçar a segurança na fronteira.

    Leia tudo sobre: méxicociudad juarezdrogastráfico crime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG