Guerra ao Terror é o grande vencedor do Oscar, com seis prêmios - BBC - iG" /

Guerra ao Terror é o grande vencedor do Oscar, com seis prêmios

O filme Guerra ao Terror foi o grande vencedor dos Oscars deste ano, com seis prêmios, entre eles o de melhor filme e de melhor diretora, para Kathryn Bigelow, que se converteu na primeira mulher a receber o prêmio. Guerra ao Terror, que conta a história de uma brigada anti-bombas do Exército dos Estados Unidos no Iraque, concorria em nove categorias, mesmo número de Avatar, o filme de maior bilheteria da história, premiado com três estatuetas.

BBC Brasil |

Com os prêmios da noite deste domingo, Bigelow derrotou também o ex-marido, James Cameron, diretor de Avatar, que teve lançamento em 3D e conta a história de extraterrestres de pele azul que defendem seu planeta da invasão de humanos.

Avatar, que já arrecadou mais de US$ 2,5 bilhões, era considerado favorito depois de ganhar os Globos de Ouro de melhor filme e melhor diretor em janeiro. Já Guerra ao Terror havia sido premiado no 21º Producers Guild of America Awards, concedido pelo sindicato dos diretores de Hollywood.

"Este é o momento de uma vida", afirmou Bigelow ao receber sua premiação. Ela elogiou os outros indicados ao prêmio, afirmando que eles a inspiraram "por décadas", e prestou uma homenagem aos militares americanos.

Melhores atores
Jeff Bridges e Sandra Bullock receberam os prêmios de melhores atores por seus papéis em Coração Louco e Um Sonho Possível, respectivamente.

Bridges, que faz o papel de um cantor de country no filme, derrotou os demais indicados George Clooney, Morgan Freeman, Jeremy Renner e Colin Firth para vencer em sua quinta indicação ao Oscar.

"Obrigado mamãe a papai por me iniciar nesta profissão tão agradável", disse Bridges, de 60 anos, ao receber o prêmio. "Isto está homenageando a eles tanto quanto a mim."
Bullock recebeu seu Oscar de melhor atriz apenas um dia de levar o prêmio satírico Framboesa de Ouro de pior atriz por sua atuação em outro filme, Paixão Maluca.

"Será que eu realmente ganhei este prêmio, ou será que eu consegui cansar todos vocês?", perguntou a atriz, de 45 anos.

Homenageada pelo seu papel baseado na história real de Leigh Anne Tuohy, que adota um jovem negro que se torna jogador de futebol americano, ela dedicou seu prêmio "a todas as mães que tomam conta de bebês e crianças, sem importar de onde elas venham".

Favoritos
Christoph Waltz e Mo'Nique receberam os prêmios de melhores atores coadjuvantes, para os quais eram apontados como francos favoritos.

Waltz venceu pelo seu papel como um diabólico oficial da SS nazista no filme Bastardos Inglórios, enquanto Mo'Nique triunfou por seu papel em Preciosa.

Indicada pelo seu primeiro papel no cinema, no drama dirigido por Lee Daniels, a comediante Mo'Nique, de 42 anos, dominou a temporada de prêmios por sua performance como Mary, uma mãe abusiva.

Preciosa também recebeu o prêmio de melhor roteiro.

Waltz, por sua vez, era um pouco conhecido ator de TV e teatro quando foi selecionado para o papel pelo diretor Quentin Tarantino, mas venceu quase todos os prêmios a que concorreu desde a sua estréia no festival de Cannes em maio do ano passado.

"Não há como eu agradecer o suficiente a você", disse o ator austríaco de 53 anos, homenageando Tarantino.

O prêmio foi o único conseguido por Bastardos Inglórios, que concorria em oito categorias.

Elogios
Avatar e Guerra ao Terror lideravam em número de indicações, mas o filme de James Cameron levou apenas três prêmios em categorias técnicas - direção de arte, cinematografia e efeitos visuais.

Além dos prêmios de melhor filme e melhor diretor, Guerra ao Terror venceu também nas categorias edição, roteiro original, mixagem de som e edição de som.

Em entrevista na entrada para a cerimônia, Cameron elogiou a ex-mulher e concorrente, com quem ele fez vários filmes.

"Eu enalteci suas virtudes para o mundo e a apoiei como diretora. Ficaria tremendamente orgulhoso se ela vencesse", afirmou.

"Sentimos que já fomos suficientemente celebrados", afirmou Cameron, em referência à arrecadação recorde conseguida por seu filme nas bilheterias.

Guerra ao Terror, em contraste, arrecadou apenas US$ 20 milhões, tornando-se o filme de menor bilheteria a receber o Oscar de melhor filme.

A aclamada animação em 3D Up, também indicada na categoria de melhor filme, recebeu os prêmios de melhor animação e de melhor trilha sonora.

O filme argentino O Segredo dos Seus Olhos surpreendeu ao receber o prêmio de melhor filme estrangeiro, derrotando os favoritos A Fita Branca, da Áustria, vencedor em Cannes, e o francês O Profeta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG