Americanos juntos há 61 anos esperam mudança de lei para se casar em NY

Richard Adrian Dorr e Jon Mace fazem questão de se casar na cidade onde vivem desde a década de 40

BBC Brasil |

selo

Dois professores de canto, que vivem juntos há 61 anos, aguardam a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Nova York para se casar.

Richard Adrian Dorr, de 84 anos, e John Mace, de 91 anos, já receberam o convite de um amigo do Estado americano de Connecticut, onde o casamento entre pessoas do mesmo sexo é legalizado, para oficializar a união. Mas os dois, que moram em Nova York desde a década de 40, querem se casar na cidade e pretendem esperar até que o casamento gay seja aprovado lá.

"Começar uma nova fase na vida, ao se casar depois de 61 aos, seria completar algo que foi muito maravilhoso para nós dois", afirmou Richard Dorr. "Seria ótimo poder dizer: 'somos casados'", disse Mace.

Equality Photography.com/ Freedom to Marry
Richard Adrian Dorr, 84 anos (E), e John Mace, 91 anos, já receberam convite para se casar em Connecticut, onde é permitido o casamento gay
"Somos novaiorquinos e, depois de 61 anos de união, sentimos que temos o direito de ser casados, em Nova York. Já está na hora, não?", pergunta Dorr a Mace durante entrevista à ONG americana Freedom do Marry, que está fazendo uma campanha de divulgação pelo casamento dos dois professores.

Dorr e Mace aguardam a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Nova York, já que a lei já foi aprovada na Assembleia do Estado e agora espera aprovação do Senado de Nova York. Além de Connecticut, o casamento entre pessoas do mesmo sexo já é aprovado em outros quatro Estados americanos: New Hampshire, Massachusetts, Iowa e Vermont, além da capital, Washington.

O governador do Havaí, Neil Abercrombie, aprovou a lei de uniões civis entre pessoas do mesmo sexo em fevereiro, o que abre o caminho para que casais de gays e lésbicas tenham os mesmos direitos que casais heterossexuais a partir de 1º janeiro de 2012.

Escola

Os dois são professores de canto e já deram aulas para atrizes como Vanessa Redgrave e Bette Midler. Dorr e Mace se conheceram em 1948 quando estudavam na escola de artes Juilliard School, em Nova York. Mace trabalhava em meio período na escola e Dorr teve que ir ao escritório onde ele estava.

"Foi um momento que nunca vou esquecer", contou Mace.

"Disse para ele: 'quero cantar para você'", disse Dorr.

Desde que se uniram, eles criaram juntos o filho de Mace, Paul.

Mace afirma brincando que o tempo de união dos dois é como um "recorde". "É tipo um recorde. (...) Tivemos pouquíssimas discussões", afirmou.

"Nunca vá dormir brigado", acrescentou Dorr.

Os dois pensaram em casar logo depois dos confrontos de 1969, no bar novaiorquino Stonewall, entre a polícia e os frequentadores homossexuais, considerados como a "fundação" do movimento gay nos Estados Unidos e no mundo.

Na época eles não conseguiram. Mas agora esperam a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo para se casar em Nova York

    Leia tudo sobre: nova yorkcasamento gayeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG