Americana salva mãe com campanha por rim no Facebook

Pelas rede sociais, Anu Dwivedi, de 61 anos, encontrou um doador em três meses

BBC Brasil |

selo

Uma americana conseguiu salvar a vida de sua mãe ao encontrar uma doadora de rim em apenas três meses após fazer um apelo por meio de uma página no Facebook. Anu Dwivedi, de 61 anos, sofria com problemas nos rins havia dez anos e tinha apenas 20% das funções renais. Com sua saúde se deteriorando rapidamente, seus médicos a advertiram que sua única saída seria conseguir um transplante.

Desesperada após descobrir que nenhum outro membro de sua família tinha compatibilidade para doar um rim à mãe e diante de uma espera de até seis anos por um doador pelas listas oficiais, Kirti Dwivedi, de 33 anos, decidiu buscar outros meios de ajudá-la. Ela criou então no fim do ano passado uma pagina no Facebook chamada Kidney Disease & My Tiny Mother (Doença Renal & Minha Pequena Mãe) na qual expunha o problema.

“Quando descobrimos quanto tempo teríamos que esperar para encontrar um doador, discuti com meus pais a ideia de começar uma página no Facebook. Esperávamos encontrar um doador vivo para minha mãe, mas se não desse certo, pelo menos esperávamos educar as pessoas sobre as causas das doenças renais e sobre doações entre pessoas vivas”, explicou Kirti à BBC Brasil.

Em menos de três meses, dezenas de pessoas haviam visitado a página e uma mulher praticamente desconhecida se voluntariou a doar um rim a Anu. “Fiquei chocada e completamente estupefata. Essa mulher queria doar um rim e salvar a vida da minha mãe sem pedir nada em troca. Isso me fez, verdadeiramente, voltar a ter fé na humanidade”, diz ela. “Eu honestamente não esperava encontrar alguém, ainda mais em três meses”, afirma.

Qualidade de vida

No dia 19 de abril, Anu recebeu um rim de Amy Donohue, de 41 anos. Segundo a doadora, a morte de seu pai por câncer, alguns anos antes, a levou a querer ajudar outros com problemas de saúde. “Não havia mais nada que eu pudesse fazer pelo meu pai, mas Anu podia receber um rim, prolongar sua vida e ter uma qualidade de vida melhor”, disse ela em uma entrevista à TV americana.

A operação, na descrição de Kirti, foi “um sucesso completo”. “Amy já se recuperou quase completamente, apesar de ainda enfrentar fadiga ocasional, e minha mãe está progredindo maravilhosamente”, relata.

Segundo ela, a mãe agora “se cuida bastante”. “Como ela diz: ‘Amy me deu um presente tão maravilhoso que eu preciso cuidar muito bem dele’”, conta. Mesmo após o sucesso da operação, Kirti decidiu manter a página aberta no Facebook e criou um site, www.TinyFabKidney.com, para fornecer informações e servir como uma lista de pessoas em busca de doadores.

“Isso se tornou uma grande parte da minha vida. Eu sinto que todos nós que temos algum paciente com doença renal em nossas vidas somos partes de uma grande família – conhecemos os altos e baixos, a dificuldade de amar alguém que está doente e de tentar ajudar. Espero que possamos continuar a contribuir”, diz.

    Leia tudo sobre: transplantesaúdefacebookeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG