Adolescente escapa da prisão por estupro de menina que mentiu idade no Facebook

Britânico admite ter estuprado garota de 12 anos, mas tem sentença suspensa depois de juiz ouvir que vítima mentiu sobre idade

BBC Brasil |

selo

Um adolescente britânico escapou da prisão após admitir ter mantido relações sexuais com uma menina de 12 anos que conheceu pelo Facebook, alegando que a vítima mentiu sobre a idade. Junaid Bhuta, de 19 anos, disse que a menina havia declarado ter 16 anos de idade antes do encontro dos dois, em março, em um parque de Preston, no noroeste da Grã-Bretanha.

A lei britânica considera estupro presumido relações sexuais com menores de 13 anos, mesmo se consentidas. Bhuta foi condenado a uma pena de seis meses de prisão, suspensa por 18 meses, e teve seu nome incluído na lista de criminosos sexuais por sete anos.

Perfil

Durante o julgamento, ele afirmou que não tinha motivos para duvidar de que a garota mentira ao dizer que tinha 16 anos. Ela havia relatado em seu perfil no Facebook que terminaria a escola neste ano para corroborar sua afirmação de que tinha 16 anos.

Entre as evidências apresentadas no julgamento, a defesa de Bhuta mostrou que ele havia comprado um bilhete de trem com tarifa para adultos ao levar a menina para casa. "Não parece que seja justo chamá-lo de predador ou dizer que você a enganou", afirmou o juiz Timothy Mort ao ler a sentença.

"Acho que é correto dizer que ela poderia passar por uma menina de 16 anos e era capaz de falar com relativa maturidade", disse Mort. Apesar disso, o juiz disse que o adolescente deveria ter questionado mais a suposta idade declarada pela garota.

    Leia tudo sobre: estuprogrã-bretanhafacebook

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG